CAIXA CULTURAL BRASÍLIA APRESENTA "NO PASSO DE WILSON MOREIRA"

Espetáculo da Banda Casuarina homenageia o compositor de samba e conta com a participação especial de Fabiana Cozza.


Foto divulgação 
A Caixa Cultural Brasília apresenta neste final de mês o projeto "No passo de Wilson Moreira", com a banda de samba Casuarina e participação especial de Fabiana Cozza. O show é uma homenagem a um dos maiores compositores do samba, Wilson Moreira, que faleceu em setembro deste ano, em decorrência de um câncer. As apresentações serão realizadas nos dias 30 de novembro, 1 e 2 de dezembro (sexta, sábado e domingo), no Teatro da Caixa.

O grupo carioca Casuarina, que já tem 17 anos de carreira, montou um repertório com músicas conhecidas do compositor Wilson Moreira, como "Judia de mim", "Senhora Liberdade" e "Goiabada Cascão", entre outras. O show também traz a participação especial da cantora Fabiana Cozza no palco, apresentando histórias do mestre Wilson Moreira. Fabiana já ganhou o prêmio de melhor cantora de samba da música brasileira. Seu trabalho envolve tanto a interpretação musical, como teatro e dança.

Quem foi Wilson Moreira – O homenageado do projeto, o compositor Wilson Moreira, era carioca, e foi criado no Realengo. Sempre foi apaixonado pelo samba e cresceu ouvindo ritmos africanos. Exerceu também as profissões de engraxate e guarda de presídio. Wilson integrou a escola de samba Portela e gravou alguns discos. Foi parceiro de Nei Lopes e suas músicas foram cantadas por artistas famosas, como Beth Carvalho, Clara Nunes e Elza Soares.

Formado por Daniel Montes (violão de 7 cordas), Gabriel Azevedo (pandeiro e voz), João Fernando (bandolim) e Rafael Freire (cavaquinho), o Casuarina iniciou suas primeiras apresentações na Lapa, no início da revitalização do bairro que estava abandonado. Casuarina é o nome da rua onde o grupo ensaiava, no bairro Humaitá.

A direção musical do espetáculo "No passo de Wilson Moreira" é de Gabriel Azevedo. A produção executiva é da empresa Superlativa Eventos, dirigida por Michelly Mury.

O grupo Casuarina homenageia desde o início de sua carreira em 2001 grandes nomes da música popular, principalmente os ligados ao universo do samba. Representantes do novo samba carioca, o Casuarina já possui oito álbuns, seis discos de estúdio, dois CDs e DVDs ao vivo. Em 2017, ganharam o troféu de "Melhor Grupo de Samba", no 28º Prêmio da Música Brasileira. Em 2018, o grupo lançou o álbum "+100".

No exterior, a banda fez apresentações em Angola, Bélgica, Canadá, Cuba, Eslovênia, Espanha, EUA, França, Holanda, Inglaterra, Israel, Itália, Malásia, Portugal, Suécia e Estados Unidos.

Incentivo à cultura:
A CAIXA investiu mais de R$ 385 milhões em cultura nos últimos cinco anos. Em 2018, nas unidades da CAIXA Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, está prevista a realização de 244 projetos de Artes Visuais, Cinema, Dança, Música, Teatro e Vivências.
A CAIXA Cultural Brasília, inaugurada em 1980, foi o primeiro espaço cultural instituído pela CAIXA. Localizada na região central de Brasília, perto da estação Galeria do metrô e da rodoviária do Plano Piloto, possui cinco galerias, teatro, sala multimídia e Jardim das Esculturas. Em 2018, está prevista a realização de 60 projetos e o retorno do Programa Educativo CAIXA Gente Arteira. 

Serviço:
No Passo de Wilson Moreira
Local: CAIXA Cultural Brasília – Teatro da CAIXA (SBS Quadra 4 Lotes 3/4)
Data: 30/11, 01 e 02/12 de 2018
Horário: 20h (sexta e sábado) 19h (domingo)
Ingressos: R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia-entrada para estudantes, professores, funcionários e clientes CAIXA, pessoas acima de 60 anos e doadores de item arrecadado no mês).
Bilheteria: de terça a sexta e domingo, das 13h às 21h, e sábado, das 9h às 21h. Contato: (61) 3206-6456
Duração: 90 minutos
Classificação: Livre
Capacidade: 406 lugares (8 para cadeirantes)
Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem