segunda-feira, 25 de março de 2019

ATO PÚBLICO REÚNE TRABALHADORES EM DEFESA DAS CONQUISTAS DO SETOR CULTURAL

Circênicos
Preocupados com a inoperância da Secretaria de Cultura do DF e iminentes ameaças aos instrumentos geração de empregos e renda da cadeia produtiva cultural na Capital Federal, gestores, artistas, técnicos e produtores irão às ruas nesta quarta-feira, dia 27, em uma que promete ser a maior manifestação em prol da manutenção das políticas públicas e sociais conquistadas após anos de negociações entre trabalhadores, governo e iniciativa privada.

Grupo Cultural Pé de Cerrado
A movimentação do setor, que há tempos vem se reunindo periodicamente com o propósito de debater e discutir ações que garantam e impulsionem o mercado empreendedor da cultura na região, ganhou fôlego em plenária realizada dia 18 de março no Teatro Dulcina, quando se reuniram mais de 700 profissionais da área. Do encontro, além de carta ao Governador protocolada dia 20, quarta-feira, ficou decidida a realização deste evento cultural e político que vai reunir representantes das 18 vertentes culturais em atuação por todo o DF.

Irmãos Saúde e Pé de Cerrado
A pluralidade cultural e força política engajada estarão representadas nas presenças e performances de companhias artísticas e associações tais como: As Caixeiras Cia. de Bonecas; Associação SONART; Banca de Poetas; Batuqueira; Celeiro Literário Brasiliense; Cia. Teatral Cidade dos Bonecos; Circênicos; Côco da Quebrada; Coletivo Barba na Rua; Coletivo Mulher do Mundo; Família Hip Hop; Grupo Cultural Pé de Cerrado; Irmãos Saúde; Movimento Mala do Livro; Nação Hip Hop; Poesia Livre; Obará; Patubatê; Penduricália; Seres Mínimos; Seu Estrelo e a Orquestra Alada; Trupe de Argonautas; Trupe Raiz do Circo; Ventoinha de Canudos; Zenga Maracatu Baque Angola; além de elencos de espetáculos de teatro, dança e circo, e integrantes de bandas de música e orquestras.

Oficina PATUBATÊ Créditos Joana França
Dos pontos a serem cobrados da atual gestão distrital da cultura e governamental, estão: Publicações do saldo e superávit do FAC (Fundo de Apoio à Cultura) de 2017/18; Imediata reativação da LIC (Lei de Incentivo à Cultura); Retomada do programa Conexão Cultura; Blindagem definitiva do FAC; Nomeação de profissionais qualificados nos quadros da Secretaria de Cultura e Rádio Cultura FM, bem como a dos aprovados em concursos; Pagamento de projetos aprovados no FAC 2017/18; Publicação dos resultados dos editais do FAC, de exercício anterior; Reativação dos Conselhos de Cultura; Levantamento e divulgação dos indicadores econômicos e de geração de emprego do setor no DF; e Cumprimento do calendário de publicação dos novos editais, conforme determina Artigo 64 da LOC (Lei Orgânica da Cultura).

Patubatê
O ato, organizado pela Frente Unificada da Cultura, acontece nesta quarta-feira, dia 27 de março, com concentração marcada a partir das 9h da manhã na área externa da Câmara Legislativa do DF que seguirá, a partir das 10h, em direção à Praça do Palácio do Buriti. “Será um ato político com microfones abertos a falas de ativistas e lideranças do movimento assim como de políticos apoiadores da cultura local”, comenta o Maestro Rênio Quintas, um dos organizadores. Sobre a participação dos artistas, Rita Andrade, produtora cultural e também da organização, reforça, “essa luta é de todas e todos e nosso convite a participar se estende a todos da cadeia produtiva da cultura e aos que curtem e amam a arte produzida no DF”.

Postar um comentário

O botão Whatsapp funciona somente em dispositivos móveis