quarta-feira, 3 de julho de 2019

Momentos By Vinicius em Brasília - O fio da Meada

Histórias cruzadas, sonhos que se realizam, refletindo nas concretizações interpessoais, engajando desafios e superações; fazendo parte de um processo chamado vida.

Projeto Momentos / Foto Divulgação

Hoje iremos conhecer o projeto “Momentos” que tem como base a dança-teatro: performance que faz a junção da dança, canto, uso de personagens, diálogos, figurinos e cenários. Vinicius é um carioca, que reside há 27 anos na Alemanha, na cidade de Münster, com formação em etnologia (Westfälische Wilhelms-Universität Münster), coreógrafo (mestrado em coreografia na Middlesex University London), pedagogo de dança (Deutsches Institut für Tanzpädagogik, Berlin), dançarino e poeta. Co-fundador do Instituto Fantast Artist - Treinamento & Consultoria para cantores e bandas na área de performance para palco, assim como co-autor do livro: Vocal Performance Coach, PPV Verlag, 2009.

Em maio de 2015 dirigiu, produziu e lançou o CD poético "Starting a new day - Abschied Despedida Farewell" pelo Fantast Records, com 23 poesias em alemão, inglês e português. Em dezembro de 2015 o CD foi condecorado pela Deutsche Popstiftung com 2 prêmios: 1° lugar para a melhor canção pop latina e 2° lugar a melhor trilha sonora de filme.  O mesmo foi lançado em Viena (em maio de 2016) e no Rio de Janeiro, apresentado pelo Goethe-Institut Rio (em julho de 2016). Docente na Westfälische Wilhelms-Universität Münster (Instituto de Música - cadeira Bühnenperformance/Performance de palco), e docente convidado para dança nas Universidades de Viena, Innsbruck e Salzburg e fundador/diretor artístico e coreógrafo do projeto de Performance “Momentos”. Foi homenageado, pela associação de empreendedores do bairro Brooklin de São Paulo- SP, pelos seus 25 anos de trabalho intercultural unindo Brasil, Alemanha, Áustria e Europa.

Como projetos comunitários destacam-se oficinas de dança internacionais para crianças e adultos em vários países europeus, entre eles França, Islândia, Áustria, Eslovénia, Ucrânia, Eslováquia etc. No Brasil coloca em prática, seu projeto de oficinas de dança internacionais e pela primeira vez que se faz presente em Brasília, local onde sua ideação está sendo aplicado desde o dia 30 de junho 2019 com apresentação aberta ao público em especial no dia 06/07 no SESC Gama às 18h.

Através de Vinicius e de seus sonhos, grandes saltos foram possíveis. Do Brasil para a Alemanha combinação que abordou a forma de pensar reverberada no corpo a forma de coreografar através dos sentimentos.

O projeto Momentos tem como tema "O Fio da Meada". Esse tema levantara em debate o nó. A palavra nó, que se buscara desde o nó de Guimarães Rosa “buracos amarrados” passando ao nó do dicionário da língua portuguesa.  e deste ao tupirote. Ponto elevado. Vinicius explica que a imersão do projeto MOMENTOS em se tratando do Fio da Meada possibilitará aos participantes a indagarem sentimentos geradores e impulsionadores de novos movimentos.

Então vejamos: o “nó” visto como conexão, um entrelaçamento de laço, o ponto de partida ou chegada, impulso ou barreira, onde se alcance uma bela visão ou se queda ao chão. No processo natural do ser humano o nó se faz presente desde a etimologia da palavra no emaranhado do dia a dia que se obriga a agendar a simples rotina de acordar. Aqui os compromissos são vistos como enumeras linhas que traça o destino de uma viagem longa de um dia curto para muita linha que se tem para andar.

Todavia o nó como ponto de partida nos remete a despedida da mãe útero, de forma dicotômica o fim de um começo e o começo de um fim. Aqui ele não é um nó que se finaliza movimento que vem a atar a vida e sim desata de seu tronco para se lançar em linhas que se perdem e se encontram em estradas  que chegarão sempre a um nó se vendo um absoluto abismo do seu nó  neste contexto percebendo  o nó como o degraus  que lança ao topo  e lá poderá enxergar tudo o quanto não teria visto se assim não o fosse.

Através do nó pode se enxergar a beleza e simplicidade de um fio em si como objeto físico, a princípio sem qualquer grande especialidade, porém uma vez sendo empregado como algo construtor/transformador é capaz de ser transformado em inúmeras diferentes coisas e altamente potente/forte. E de uma forma metafórica, ele pode ser como um de nós que quando unidos pela força, inteligência e capacidade coletiva, nos transformamos em interagentes de uma malha social física, intelectual e abstrata, e ao mesmo tempo visível/palpável e transformador.

Para melhor entender deve-se voltar a apresentação ocorrida no ano 2018 sediado no Rio e Curitiba denominado "Fragilidade Humana", ocasião em que se propôs ao julgo. O bailarino (aluno) se colocaria diante de seu próprio juízo com o propósito de se conhecermos melhor.

O tema "O fio da meada” tanto como conexão ou "desconexão" são liames interligados unindo trabalho, lazer, comunicação, social e outras situações... nos remetendo a conscientização da importância e necessidade da conectividade, a união mundial.

Por fim tentando desfazer esse nó, finalizo de forma embora que afirmativa, sem a pretensão de impor que o fim desta consciência surge uma indagação central: o que devemos fazer a partir de agora para não perdermos o fio da meada entre nós seres-humanos e o planeta terra? Pois o nó que junta o eu e o você se torna nó e o nó em nós é a parte de todo um processo que segue na medida em que se progride fazendo entender que a vida abraça o tempo é um nó, é o que se entrelaça e desata na imensidão do universo. O NÓ como a dança e um simples movimento.

 Vinicius tece teias e prende em nós quando reuni em suas oficinas e projetos um grande elenco de dançarinos atores, artistas plásticos, enfim pessoas que se interessam pela área como imersão num estágio artístico.

Sou O’hana Proença, pedagoga, bacharel em Teatro. Especializanda em Dança e Consciência Corporal- A colunista da dança como espécie de movimento.

Informações sobre os projetos Momentos:
Áustria:
www.facebook.com/momentos.wien - www.facebook.com/momentos.innsbruck

Alemanha:
www.facebook.com/momentos.muenster

Brasil:
www.facebook.com/momentos.riodejaneiro  - www.facebook.com/momentos.curitiba
www.facebook.com/momentos.brasilia
www.facebook.com/vinicius.de
www.fantastartist.de
  1. Muito bom o texto.. em minha leitura geraram se tres Nós o 1 qdo vc diz eu e o você se torna *nó e o nó ... . Ohana Proença nesse pedaço ficou publicado errado????. Aqui seria O EU E VOCE SE TORNA *NÓS e o NÓ..... Desculpa sou sua leitora e preciso desfazer esses "nós" kkk

    ResponderExcluir
  2. 2 NÓ :vida abraça o tempo *é um nó, é o que se entrelaça e desata na imensidão do universo. O NÓ como a dança e um simples movimento.
    *e - refere ao fonema I letra"e"sem assento? 3 "Nó": O tema "O fio da meada” tanto como conexão ou "desconexão" são liames interligados unindo trabalho, lazer, *comunicação, social* e ou.... Nesse caso vc quer dizer: comunicaçao e o social? ou comunicação social? Nossa me de um nó. Parabens a voce e ao Vinicios pelo projeto 🤔

    ResponderExcluir

O botão Whatsapp funciona somente em dispositivos móveis