segunda-feira, 15 de julho de 2019

Terceira edição de “A Fazendinha” chega ao Parque da Cidade

Depois do estrondoso sucesso no TaguaParque, no início do ano, agora é a vez do Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek receber a terceira edição do projeto “A Fazendinha”, que começa dia 9 de agosto e vai até 22 de setembro, no estacionamento 6 do parque.

A Fazendinha chega ao Parque da Cidade

O espaço de mais de três mil metros quadrados irá receber cerca de 60 animais, vindos diretamente da fazenda. O objetivo é aproximar as crianças da vida no campo e resgatar as tradições rurais, cada vez mais esquecidas.

Ao todo, são esperadas para o evento cerca de 15 mil crianças, duas mil a mais do que na edição passada. “Esta é a segunda vez que estaremos no Parque da Cidade, oportunizando às famílias e escolas uma opção de lazer pedagógica e divertida”, afirma Jorcyane Lima, da organização de “A Fazendinha”.

As inscrições custam R$ 40 por criança (pais e acompanhantes adultos não pagam) e o evento segue aberto ao público durante todos os finais de semana, das 8h às 18h (com horário de almoço das 12h às 14h). Nos dias úteis, a programação será dirigida ao agendamento de escolas das redes pública e privada de ensino.

É a segunda vez que o projeto acontece no Parque da Cidade. “Em agosto e setembro de 2018, o evento reuniu um público de 10 mil pessoas, o que nos leva a crer que, com as novas atrações, vamos superar esta marca em 2019”, pontua.

Fruto de um investimento de R$ 140 mil, “A Fazendinha” terá novidades nesta edição como o tanque de peixes para as crianças observarem e tocarem, além de charmosas calopsitas. As crianças vão poder, ainda, moer e fazer o seu próprio caldo de cana.

De acordo com Jorcyane, outra inovação desta edição de “A Fazendinha” é o borboletário com borboletas de papel e aromas para chamar as borboletas de verdade. “Teremos monjolo e apresentação com cachorros boder collier”, adianta.

Entre as espécies trazidas nesta edição, destacam-se: pôneis, bois, vacas, galinhas, pavões, faisões, além de cabras, ovelhas, touros e cavalos.

“Para cuidar e alimentar os bichos, foram recrutadas mais de trinta pessoas”, esclarece a organizadora, lembrando que as famílias poderão fazer refeições no local, com comida tipicamente da roça. “Teremos, ainda, um cardápio vegano e outro vegetariano para atendermos a todo tipo de público”, explica.

Segundo Jorcyane, outra novidade desta edição são os aniversários no local. “Quem tiver filhos aniversariantes neste período e quiser fazer uma festa diferente e inusitada conosco, ‘A Fazendinha’ irá aceitar reservas para até cem convidados”, afirma.

Há também dois horários para que as crianças tenham a chance de ordenhar as vacas: às 11h30 e às 17h30.

“A ideia da Fazendinha é fazer com que as crianças interajam com diferentes animais. Eu cresci na Fazenda Três Marias, no Gama, onde sempre tive contato com a vida rural. Com o tempo, as pessoas perderam a conexão com o campo e se tornaram totalmente urbanas, o que é lamentável, já que as nossas raízes são majoritariamente rurais”, conta a empreendedora.


Postar um comentário

O botão Whatsapp funciona somente em dispositivos móveis