quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Espaço Oscar Niemeyer recebe exposição do artista americano Melvin Edwards

Mostra de arte contemporânea retrata questões relacionadas à violência contra o povo afrodescendente.


Espaço Oscar Niemeyer. Foto: Arquivo público do DF

O Espaço Oscar Niemeyer abre a temporada 2020, no próximo dia 8 de fevereiro, com a mostra do artista americano Melvin Edwards. Em cartaz até 29 de março, as obras do artista retratam questões relacionadas à opressão e violência contra a população afrodescendente no mundo.


Compostas de correntes, ferramentas de ferro, arames farpados e peças de aço, as esculturas comunicam ao público problemas como segregação, preconceito, violência racial e escravidão. Em sua terceira temporada nacional, a exposição desembarca no EON apresentando uma ampla gama de raciocínios desenvolvidos pelo artista ao longo de quase seis décadas de pesquisa sobre temas relacionados à opressão do povo negro.

O artista nascido no Texas em 1937 vivenciou na pele a intensa segregação racial que dominava o sul dos EUA, situação que usou como referência para utilizar suas obras de arte como ferramentas de expressão em relação ao drama vivido na época, em contraponto aos dias de hoje. Para Edwards, suas peças não se restringem a protesto. “Expressar-se socialmente no trabalho é natural, nós criamos a sociedade. Meu trabalho é uma expressão social, e não protesto social. Não está limitado a isso”, destaca.

Assinada pela curadoria de Ricardo Kugelmas, a exposição inédita em Brasília explora diferentes vertentes do trabalho de Melvin Edwards. Para Kugelmas, suas esculturas, ainda que abstratas, farão o público reconhecer ferramentas agrícolas e correntes que remetem aos elos que o conectam a suas origens no continente africano. “Melvin fala, inclusive, que correntes podem ser vistas como elos de conexão”, conta o curador.

Reconhecido como pioneiro na arte contemporânea afro-americana, Melvin Edwards une o engajamento político à arte abstrata, produzindo objetos densos, fortes e carregados de significados, dando espaço às mais diversas interpretações e provocações de sentimentos.

Nesse sentido, a exposição objetiva explorar diferentes habilidades do trabalho do artista plástico, criando um leque de raciocínios desenvolvido pelo artista ao longo dos anos de pesquisa sobre a segregação racial existente no mundo.

Serviço: Melvin Edwards
Espaço Oscar Niemeyer
Período: 08 de fevereiro até 29 de março.
Visitação: Terça a domingo – 9h às 17h
Espaço Oscar Niemeyer – Brasília – DF
Entrada franca

Postar um comentário

O botão Whatsapp funciona somente em dispositivos móveis