terça-feira, 21 de julho de 2020

Secec aproveita fechamento no período da pandemia e executa reformas nos equipamentos

Com maior volume de obras, Espaço Oscar Niemeyer planeja núcleo para pensar Brasília em termos arquitetônicos e urbanísticos.



Museu-da-Republica.-Fotos-Paulo-H-Carvalho-640x427

O período de isolamento social que definiu o fechamento dos equipamentos culturais do Distrito Federal foi de trabalho para a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec). Diversos projetos de manutenção já anteriormente agendados foram antecipados, deixando os espaços em melhores condições para o uso, no futuro protocolo de abertura. As ações beneficiaram dez equipamentos, e o Espaço Oscar Niemeyer teve o maior volume de obras.

O que poderia ter sido um período de ociosidade devido a pandemia da Covid-19 se transformou num canteiro de obras. “Esse trabalho mostra que estamos usando o período de isolamento social, em razão da pandemia do Covid-19, quando equipamentos ficaram fechados, para melhorar as condições estruturais de nossas edificações, aprimorando suas vocações”, sintetizou o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

OSCAR NIEMEYER
O Espaço Oscar Niemeyer (EON), equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) do Distrito Federal na Praça dos Três Poderes, finaliza um processo de revitalização que é ao mesmo tempo da estrutura física e da missão institucional da estrutura circular de 40 metros de diâmetro, projetada pelo arquiteto de Brasília.
O Oscar Niemeyer tem duas galerias e um anfiteatro com capacidade para 20 pessoas. A área construída é de 432 metros quadrados. Acaba de receber uma manta impermeabilizante no telhado, o sistema de ar-condicionado foi totalmente recuperado, assim como a rede elétrica. Ganhou nova pintura e os trilhos de “spots” de luz nos tetos das galerias foram revisados. Uma dedetização completará o rejuvenescimento do cartão-postal.

“A ideia é que o Espaço Oscar Niemeyer tenha também um núcleo forte de pesquisa em arquitetura e urbanismo, ao lado de abrigar exposições de obras de arte em geral”, explicou o gestor da Subsecretaria do Patrimônio Cultural (Supac), Demétrio Carneiro.
A capital sexagenária precisa desenvolver estudos sobre as edificações únicas que abriga, cuja complexidade impõe desafios de preservação. Nesse sentido, a Secec fez contato com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) para contratar pesquisadores da área na Universidade de Brasília (UnB).

“Outro intuito na reabertura do Espaço Oscar Niemeyer é reaproximá-lo do Espaço Lúcio Costa, o pequeno museu subterrâneo com maquete de Brasília, localizado na mesma praça, uma centena de metros acima. Assim, as pesquisas em arquitetura e urbanismo na capital estariam vinculadas a dois marcos fundamentais de Brasília”, observa Demétrio.
Confira as intervenções nos equipamentos da Secec:

CENTRO CULTURAL TRÊS PODERES
O espaço teve revitalização na iluminação externa do Museu da Cidade e demais monumentos da Praça dos Três Poderes. Ocorreram a lavagem externa dos mármores e dedetização do Museu da Cidade, do Espaço Lucio Costa, do Panteão da Pátria e da Pira da Pátria. Houve ainda a instalação de cancela eletrônica no estacionamento do Panteão. Na Praça dos Três Poderes, foram executados a lavagem e reparos no piso de pedras portuguesas.

BIBLIOTECA PÚBLICA DE BRASÍLIA:
Substituição do interruptor do holofote da entrada principal.
Instalação dos “dispensers” de álcool em gel.
Troca de roteador para aumentar a velocidade da internet.
Troca de vaso sanitário administrativo masculino.
Dedetização.

ESPAÇO CULTURAL RENATO RUSSO
O centro multicultural localizado na W3 Sul teve dedetização, impermeabilização do telhado, lavagem dos arcos internos, limpeza de luminárias e de toda parte de vidros das galerias.

BIBLIOTECA NACIONAL DE BRASÍLIA (BNB)
A BNB passou por lavagem da parte externa, realizada pela equipe do Superintendência de Limpeza Urbana e pintura das paredes dos pilotis.

COMPLEXO CULTURAL PLANALTINA
Pintura da parede do foyer.
Revitalização da pintura da boca de cena do palco italiano.
Instalação de placas de sinalização.
Poda de árvores que comprometiam a rede elétrica.
Dedetização.
Troca de cuba no banheiro.

MUSEU DO CATETINHO
Instalação de placas de sinalização na área verde.
Retirada ecológica de vespas.
Poda de galhos secos.
Remoção de árvores mortas e roçagem pela Novacap.
Limpeza das caixas d´água e telhados.
Reparos em tubulações e troca de válvulas dos banheiros de visitantes. Retirada de entulho pela Administração Regional do Park Way, Dedetização.

MUSEU NACIONAL DA REPÚBLICA:
Instalação de corrimãos de acessibilidade na rampa de acesso aos visitantes.

CENTRO DE DANÇA DE BRASÍLIA
Dedetização e troca da bomba de água.

COMPLEXO CULTURAL SAMAMBAIA
Dedetização.

Postar um comentário

O botão Whatsapp funciona apenas no dispositivo móvel