Os benefícios do consumo dos frutos do Cerrado

Cagaita, cajuzinho, jurubeba, pequi e baru são excelentes fontes nutricionais. A lista de frutos típicos do Cerrado é extensa, assim como a de boas substâncias que carregam.

Arroz Selvagem com cajuzinho do cerrado / Foto: Divulgação

A maioria deles possui elevado valor nutricional, se comparados com outras frutas, sendo riquíssimos em antioxidantes que previnem contra várias doenças. Sem contar que apresentam aroma, sabor e cor intensos e peculiares.

Segundo Renata Guirau, nutricionista do Oba Hortifruti, os alimentos amarelo-alaranjados, com o pequi e o cajuzinho, são excelentes fontes de betacaroteno, um antioxidante relacionado à saúde da pele, visão e sistema imunológico.

“Em geral, possuem compostos bioativos, como polifenóis e flavonóides, nutrientes que combatem os radicais livres e estão associados à prevenção de doenças cardiovasculares, dislipidemias e câncer”, aponta.

Muito consumido no Centro-Oeste, o pequi tem uma boa quantidade de gorduras e alto valor calórico quando comparado com a maioria das frutas.

Em média, 100g da polpa possuem 200 Kcal. “Isso significa que devemos nos atentar para a quantidade consumida, para não exceder nossa quantidade calórica e de gorduras recomendada diariamente”, recomenda.

O pequi pode ser saboreado em receitas diversas, como galinhada, misturado ao arroz, no preparo de licores e até mesmo em sobremesas.

Outra fruta bastante apreciada é o cajuzinho do cerrado, que é rico em vitamina C, fibras e compostos bioativos com ação antioxidante. A nutricionista aponta que por esse motivo pode ajudar na prevenção de doenças crônicas, como as cardiovasculares, degenerativas, câncer e diabetes tipo II.

Diferente do pequi, o caju do cerrado é considerado de baixo valor calórico, pois tem, em média, 38kcal a cada 100g de fruto,. “Por essa razão, pode fazer parte de estratégias voltadas para o emagrecimento, embora sempre em quantidades adequadas para cada pessoa”, diz.

Segundo Renata, o tipo de gordura encontrado no caju do cerrado favorece o controle nos níveis séricos de colesterol e na proteção do sistema cardiovascular.

Confira as receitas da nutricionista Renata Guirau:

Arroz com pequi

1 xícara de Arroz

1 xícara de Pequi

2 colheres de sopa de azeite

3 dentes de Alho

2 xícaras de Água fervente

1 cebola pequena

Sal a gosto

Pimenta do reino a gosto


1) Refogue o alho, a cebola e o pequi picados.

2) Acrescente o arroz, o sal e a pimenta a gosto.

3) Acrescente a água e deixe cozinhando até que a água evapore e o arroz fiquem bem cozido.


Arroz selvagem com cajuzinho do cerrado

1 xícara de chá de arroz selvagem

2 tomates picados em cubos

½ xícara de chá de hortelã picado

1 pepino médio cortado em cubos

100g de castanha de caju picada

30 ml de suco de limão

100 ml de azeite

1 cebola picada

1 xícara de chá de salsinha picada

1 pitada de pimenta síria

Sal e pimenta do reino a gosto


1) Cozinhe o arroz com água e sal até que o arroz comece a rachar deixando o arroz mais al dente que o normal.

2) Reserve.

3) Junte o pepino, os tomates picados, a cebola e acrescente a salsinha, o limão, a hortelã, o arroz selvagem pré-cozido, o azeite, o sal e a pimenta, misturar bem e sirva em seguida.

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem