Abrasel-DF luta para combater comércio ilegal

Reprodução WhatsApp - divulgação


Após quase seis meses fechado, o setor de alimentação fora do lar vem se reerguendo lentamente. Muitas conquistas já foram consolidadas em prol dos empresários do setor, devido à constante luta da Abrasel-DF junto ao Governo do Distrito Federal. Além das vitórias no governo, a Abrasel-DF também se preocupa com a segurança dos consumidores, e é por isso que sempre orienta o setor a seguir todos os protocolos de segurança. Já foram disponibilizadas cartilhas, manuais, entre outros documentos para ajudar na retomada segura dos bares e restaurantes. Seguindo, portanto, a linha da segurança em primeiro lugar, a mais nova luta da associação junto ao GDF é o combate ao comércio ilegal, pois este, além de atrapalhar o desenvolvimento do comércio formal, também coloca a população em risco, já que não há fiscalização na higiene, na produção dos alimentos, no transporte dos insumos etc.

Segundo o Presidente da Abrasel-DF Beto Pinheiro, "pedimos novamente para o DF Legal e para a Vigilância Sanitária intensificar a fiscalização nos locais onde há muitos ambulantes. É um desafio gigante, pois os comerciantes ilegais voltam no dia seguinte após a fiscalização." Mas, segundo Beto, a luta, embora difícil, não terminará: "Sabemos que muitos desempregados vão às ruas pois precisam de dinheiro para comer e alimentar suas famílias, mas a segurança da população também está em risco", explica. Os setores mais afetados no DF são o Setor de Autarquias Sul, o Setor Bancário Sul e o Setor de Rádio e TV Sul. "No nosso ramo, os empresários pagam impostos, encargos salariais e muitas outras taxas. É desleal concorrer com os ambulantes, visto que eles não pagam nada, nem aluguel", diz. "Estamos pedindo incessantemente ao GDF e aos órgãos reguladores, mas é preciso também que a população se conscientize", finaliza.

Abrasel-DF
@abrasel_df
www.abrasel.com.br

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem