Educação a distância supera cursos presenciais no Brasil

 

Educação a distância 

A educação a distância (EAD) já pode ser considerada a preferência pela maioria dos estudantes que estão ingressando nas faculdades. De acordo com o Censo da Educação Superior de 2019, no ano passado 63,2% das vagas ofertadas para o nível superior foram para a modalidade EAD. Pela primeira vez na história, o total de ingressantes na educação a distância superou o presencial na rede privada. Ao todo, 50,7% dos alunos que ingressaram em instituições privadas optaram por cursos de EAD. Em contraponto, 49,3% dos estudantes escolheram ingressar na educação superior de modo presencial. Essa realidade é um reflexo da necessidade dos estudantes em possuir maior flexibilidade para os estudos.  


A educação a distância foi a saída mais efetiva para a educação durante a pandemia. Até mesmo os alunos que estavam estudando presencialmente tiveram que se adaptar ao formato. O que pode significar um aumento ainda mais significativo do EAD nos próximos anos.


Mercado de trabalho e EAD


Segundo informações da Associação Brasileira de Recursos Humanos, divulgadas pela Agência Brasil, a modalidade EAD tem sido tão aceita quanto a presencial, considerando que os recrutadores não observam a modalidade, mas se a instituição tem boa avaliação no MEC. A legislação obriga as instituições a emitirem os diplomas e certificados sem que haja qualquer tipo de diferenciação entre os cursos presenciais ou a distância.



Há alguns anos, a educação a distância era formada principalmente por cursos com maior carga teórica, atualmente essa realidade já é bem diferente. As tecnologias disponíveis permitem experiências que deixam o EAD tão prático quanto o ensino presencial. A mesma qualidade atribuída aos cursos superiores presenciais é oferecida por meio do a distância, com diferenciais que atraem pela flexibilidade e conforto nos estudos.


O principal é que esse formato permite ao aluno estudar em qualquer lugar, basta ter acesso à internet. Dessa forma, ele pode utilizar o tempo de deslocamento até o trabalho, horas vagas de noite e até os finais de semana para realizar a graduação.


Para Engels Rego, diretor de graduação da Unyleya, estudar a distância requer disciplina e perseverança, o que acaba sendo uma característica bem apreciada pelo mercado de trabalho.


"Muitas pessoas perceberam que perdiam muito tempo em deslocamentos desnecessários e que dá para se comunicar e trabalhar em equipe sem estarem no mesmo local físico. Estudar numa instituição digital os força a ficarem atualizados com ferramentas que acabarão sendo essenciais para qualquer atividade profissional ", comenta o diretor da Unyleya. 

 

Unyleya 

Site: https://unyleya.edu.br/

Poste um Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem