ANO NOVO, IDEIAS NOVAS… HORA DE TIRAR OS SONHOS DO PAPEL

Finalmente 2020 ficou para trás e se você tem o hábito de fazer promessas de ano novo, esse texto é para você. De algumas forma, todas nós fomos impactadas pela pandemia, as perdas desse período foram incontáveis, mas nossa capacidade de adaptar-se às coisas também nos permitiu ter uma série de novas ideias para o futuro (sem o clichê de que a única meta é sobreviver) e eu sei que você sentiu lá no fundo do coração que pode ser a hora certa de tirar aquela ideia do papel, mas o medo do fracasso está sentadinho aí do seu lado, né?


Ano novo, ideias novas - reprodução


Acontece que, independente do momento, o medo sempre existirá e se você não decidir ir, nada vai se concretizar na sua vida. Pensando nisso, elaborei um pequeno roteiro de 5 sinais de procrastinação que podem estar te atrapalhando a viver a vida de empreendedora bem sucedida que você merece.


1 - Colocando a culpa na idade:

“Sabe o que é, Débora? Estou velha demais pra isso. Deixei o tempo passar e agora já era, não tenho mais energia”. Minha querida, vamos começar a problematizar esse perfil de anciã que habita em você. Eu poderia repetir aquela velha frase de que “nunca é tarde e blá, blá, blá…” porém isso não faz a sua energia girar. 


Vamos ser sinceras? A idade e a experiência de vida podem ser um excelente motor para a criação de novos negócios, inclusive servindo a maturidade de balizador em tomadas de decisões com muito mais “pé no chão”. Em pesquisa desenvolvida pela Massachusetts Institute of University (MIT) em 2019 percebeu que os 45 são os novos 25, desmistificando a ideia que empreender é só para jovens e que essa média de idade pode sinalizar mais segurança aos novos empreendimentos. Agora já pode parar de usar essa desculpa de “anciã”, né, querida?



2 - Sem grana para investir:

“Ah, se eu tivesse o dinheiro da Vivara para investir em marketing, com certeza eu também seria uma empreendedora de sucesso.” ou ainda “uma propaganda é caro demais, imagina ficar fazendo isso todo mês? Não terei dinheiro nem pra mercadoria”.

Ok! Essa eu também já usei na vida e aprendi a duras penas o peso de carregar essa procrastinação nas costas. A verdade é que todas queríamos ter um excelente capital para investir sabendo da garantia do retorno de tudo isso, porém não é assim que as coisas funcionam. Todas começaram de algum lugar e, muitas vezes, foi do zero ou, no máximo, da experiência. Já ouviu falar que o feito é melhor que o perfeito? Pois é, existem inúmeras ferramentas gratuitas para utilizar, sobretudo nas redes, e isso se deve muito ao advento da internet, basta utilizar a estratégia certa para o seu negócio, compreendendo que está fazendo.

3 - A especialista em tragédias:

“O mercado não está bom para investir. São tempos difíceis e de crise.”  ou “não sei mexer em redes sociais, nem sei se gosto muito, e quem não tem rede social hoje em dia?” Minha querida, sente aqui.

Nunca haverá um cenário ideal para investir, porque a tua fuga sempre te fará encontrar empecilhos para te paralisar. O mercado é extremamente rígido sim, mas sobrevive quem persiste.


Não existe fórmula certa de estratégia de negócios, a vida é uma série de tentativa e erro. Conhecer seu público potencial, interesses e onde essas pessoas estão te permite criar um plano de negócios muito mais real e com chances sinceras de dar certo. Não é porque resolvemos a vida toda durante a pandemia pela internet que as estratégias offline estarão esquecidas. De jeito nenhum. Comercialize não só um produto ou serviço, mas uma experiência. Ah... e deixe de ser VÍTIMA!


4 -Duvidando até da própria sombra

“Hoje em dia ninguém mais é de confiança. Todo mundo quer conquistar tudo para si. E não é desculpa não, eu já tive experiência em várias empresas e fui ‘passada pra trás’. Desisto, não dá pra confiar”.


Primeiro vem cá que eu quero te dar um abraço virtual. Eu sinto muito, de verdade, por você ter precisado passar pela experiência de ter sido enganada e, muitas vezes, desvalorizada como pessoa e como talento. Porém, apesar disso, existem pessoas que querem investir em seu negócio, mas não te conhecem ainda. Apareça. Comece sozinha, se preciso, mas comece. Dê pequenos passos, um de cada vez, e assim daqui um tempo quando olhares para trás terá incansáveis motivos para se orgulhar e um parâmetro real de comparação: VOCÊ MESMA!


5 - Amante da rotina

“Débora, vamos falar sério agora. Vem dando certo até aqui, então por qual motivo eu preciso mudar? Entra um dinheirinho, consigo pagar meu aluguel, sempre deu certo e não vai ser agora que será diferente”... e foi assim que grandes marcas no mercado entraram em falência.


É possível entender que dar o primeiro passo é tarefa para as fortes, independente do seguimento do seu negócio, mas enrolar para se adaptar ou testar novas experiências pode te deixar para trás de maneira quase irreversível. Você pode mais e ter cada voo incrível que sua mente ainda nem é capaz de sonhar. Continue a caminhar.


AGORA O SEGREDO NÃO REVELADO POR TRÁS DE CADA DESCULPA


Sabe qual o medo real que assola a humanidade diante do novo? A ausência de controle e o medo de errar. Decidir empreender é, muitas vezes, percorrer um caminho ainda pouco iluminado para nossos olhos e isso requer alta adaptação. Muitas vezes é enfrentar a ausência de apoio e estar cercada de pessoas querendo nossas falhas para soltar o clássico “eu te avisei”. É ter de lidar com a tristeza de não sermos reconhecidas por nossos talentos e ter o ego ferido pelo fracasso.


Não sabemos lidar com perdas, é um fato, e encontrar forças para, ainda assim, seguir adiante, é tarefa de gigantes. E sabe de uma coisa? Você é. Pode até não saber ainda, mas é. Qual o teu propósito? O que faz teu coração bater mais forte? Coloque ele no teu negócio e semeie a ideia. Alguém no mundo está esperando por isso para ser mais completo. Depende de você parar com essas frases que todo mundo conta e assumir os sentimentos por trás disso. E se der medo? Vai com medo mesmo.


Débora Porto

Formada em Psicologia e especialista em Saúde da Mulher. Doula e Educadora Perinatal. Empreendedora e psicoterapeuta de mulheres e famílias. email facebook instagram

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem