Comissão vai monitorar vacinação contra o coronavírus

 

Plano_distrital_de_vacinação

Secretaria de Saúde tem se mobilizado diariamente para planejar as medidas a serem tomadas quando as doses de vacina contra o coronavírus estiverem disponíveis à população, nos termos do Plano Estratégico e Operacional da Vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal. Nesta sexta-feira (8), uma reunião formalizou a criação da Comissão de Acompanhamento do Plano Estratégico, encontro que também serviu para preparar o trabalho conjunto entre as áreas da pasta, alinhar as diretrizes do plano e traçar estratégias de imunização. O objetivo é antecipar todos os cenários possíveis e estabelecer a melhor maneira de atender aos grupos prioritários.

A comissão é composta por membros da Subsecretaria de Vigilância à Saúde (SVS), da Assessoria de Comunicação (Ascom), da Subsecretaria de Atenção Integral à Saúde (Sais), da Secretaria Adjunta de Assistência (SAA), da Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) e da Subsecretaria de Logística (Sulog). O grupo vai atuar na execução de cada etapa do plano, articulando e integrando as estratégias para vacinação.

Na próxima semana será publicada uma portaria com as fases de vacinação e as principais estratégias traçadas pelo grupo de trabalho. Começa em 18 de janeiro o treinamento com todos os responsáveis por aplicação de vacinas – além de cadastrar as informações no sistema, será necessário informar a população a respeito dos possíveis efeitos adversos da vacina.

Vale lembrar que as estratégias de vacinação já contemplam todos os cenários possíveis, a partir do quantitativo de doses enviadas. Além disso, as superintendências serão responsáveis por suas regiões de Saúde. A Secretaria de Saúde também pretende mobilizar voluntários e instituições parceiras.

Secretário-adjunto de Assistência, Petrus Sanchez destacou a importância do alinhamento das ações entre as áreas estratégicas. “Cada setor envolvido no Plano Estratégico contribuirá para a tomada de decisões com relação à vacinação”, explica.

“O início da vacinação vai seguir as datas previstas pelo plano do Ministério da Saúde. Assim que as doses chegarem, a Secretaria de Saúde estará pronta para iniciar a vacinação para os grupos da primeira fase”, acrescenta Sanchez.

Grupos prioritários

A primeira fase do cronograma de vacinação engloba trabalhadores da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade e pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência, como asilos e instituições psiquiátricas. A segunda fase será para as pessoas de 60 a 74 anos.

A terceira fase prevê a imunização de pessoas com comorbidades que apresentam mais chance para agravamento da doença, como: portadores de diabetes mellitus; hipertensão arterial grave; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; e obesidade grave.

* Com informações da Secretaria de Saúde

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem