Após 30 anos, Vila Planalto tem sua escola de volta

Foto: renato Alves / Agência Brasília
Foram reformadas todas as instalações da escola, que chegou a funcionar durante anos em uma 
unidade provisória | Fotos: Renato Alves / Agência Brasília


Foram 30 anos de espera para que os mais de 630 alunos do Centro de Ensino Fundamental 01 (CEF 01) da Vila Planalto ganhassem um colégio totalmente reformado. Construído há décadas, o prédio era uma unidade provisória que funcionou até ser condenada e demolida, em 2013. O investimento foi de R$ 8,1 milhões, parte dos cofres locais e o restante de emendas parlamentares do senador Izalci Lucas. A reconstrução da unidade beneficia diretamente 120 estudantes da pré-escola e 510 do primeiro ao nono anos. A obra da única escola pública da região gerou cerca de 200 oportunidades de emprego.

 

“A Secretaria de Educação tem feito um belíssimo trabalho, cumprindo à risca as determinações que passamos, reformando todos os ambientes escolares e preparando os colégios para o momento do retorno das aulas” Governador Ibaneis Rocha


A inauguração ocorreu nesta quinta-feira (25), com a presença do governador Ibaneis Rocha e outras autoridades. “A Secretaria de Educação tem feito um belíssimo trabalho, cumprindo à risca as determinações que passamos, reformando todos os ambientes escolares e preparando os colégios para o momento do retorno das aulas. É um trabalho de excelência para que as nossas crianças tenham o mesmo padrão que aqueles que têm melhores condições”, destacou o chefe do Executivo local.


“Essa escola significa muito para a cidade, para as crianças, que eram transportadas todos os dias para longe do seio da comunidade e de suas famílias para assistir às aulas”, complementou o governador. “Estamos fazendo um grande esforço na construção e reforma da escola para evitar essa situação. A minha orientação é deixar as crianças onde elas moram. Eles têm que ficar próximo a suas regiões.”


Ibaneis aproveitou para parabenizar a iniciativa: “Saúdo todos os professores e educadores que fazem o Distrito Federal ter um dos ensinos de maior qualidade de todo Brasil. São homens e mulheres que se empenham diuturnamente na formação dessas crianças que serão o nosso futuro. Meus parabéns a todos vocês”.


O secretário de Educação, Leandro Cruz, lembrou que um dos primeiros pedidos do governador foi dar celeridade às obras de escolas que estavam paradas. “Temos obras para supervisionar e entregar em todo DF. Foram muitos anos sem a comunidade ter uma escola de referência na cidade. Agora, entregamos mais um colégio pronto”, reforçou.

 

A escola tem 12 salas de aula, com capacidade de até 33 alunos cada, o que soma mais de 360 vagas


Representando o senador Izalci Lucas, o chefe de gabinete do parlamentar, Paulo Socha, salientou que a entrega da nova escola é um presente do GDF à comunidade. “Como professor, voltar a um ambiente como esse me deixa extremamente realizado”, declarou. Também participaram do evento a administradora do Plano Piloto, Ilka Teodoro; o secretário de Governo, José Humberto Pires, e o deputado distrital Iolando Almeida.


Obra

Ao todo, são 12 salas de aula, com capacidade para 30 a 33 alunos cada, o que resulta em mais de 360 vagas. Com isso, a unidade vai atender todos os alunos que foram remanejados para o ensino fundamental da 315 Sul. Até antes da pandemia, os estudantes eram levados de transporte escolar até as unidades.

 

A reconstrução da unidade beneficia diretamente 120 estudantes da pré-escola e 510 do primeiro 
ao nono anos


Toda a nova estrutura da escola está adaptada para pessoas com deficiência: piso tátil, rampas de acesso, bebedouros e banheiros separados. Do lado de fora, há estacionamento para 35 veículos. Além disso, o novo sistema hídrico é autossustentável, permitindo reutilizar cerca de 800 mil litros de água. O local conta ainda com espaço para música, laboratórios de ciências, informática, auditório e biblioteca, além da quadra poliesportiva.


Diretora da escola há quatro anos, Nilse Pereira agradeceu ao governador Ibaneis Rocha. “Houve outros gestores que não abraçaram a nossa causa. Tenho muito que agradecer à comunidade, às lideranças e a todas as autoridades envolvidas nessa reforma. Não existem palavras. Não é uma vitória minha, mas da comunidade”, disse, emocionada.



A coordenadora da Regional de Ensino do Plano Piloto, Edilene Abreu, salientou que a entrega da nova escola é um momento de esperança para a educação. “Deram continuidade a uma obra, uma escola que é de extrema importância para a comunidade da Vila Planalto e para todo Distrito Federal”, frisou.


Deuselina Rodrigues, 44 anos, é faxineira na escola e mãe de uma das estudantes. Agora, a filha de 10 anos poderá retornar à instituição em que iniciou os estudos. “A escola não foi reformada, mas reconstruída”, relembra. “Quando chovia, era mais dentro do que fora do colégio. As professoras tinham que puxar a água com o rodo”.



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem