Fundo da Criança e do Adolescente para mais de 30 projetos

Ao todo, 87 propostas foram classificadas por atenderem os critérios exigidos; 32 estão habilitadas para formalizar parceria com o GDF | Foto: Sejus

Foi divulgada, nesta sexta-feira (12), a relação de projetos apresentados por Organizações da Sociedade Civil que serão financiados com recursos do Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente (FDCA/DF). De acordo com o edital, publicado no Diário Oficial do DF, 87 propostas foram classificadas por atenderem os critérios exigidos. Desse total, 32 estão habilitadas para formalizar a parceria com o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente (CDCA-DF), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) e responsável pela gestão dos recursos do FDCA/DF. Acesse o resultado aqui.


“Acreditamos que esses projetos vão fazer a diferença na vida de muitas meninas e meninos, principalmente nos locais mais vulneráveis” Marcela Passamani, secretária de Justiça e Cidadania

“É por meio de iniciativas como essa que governo e sociedade civil trabalham juntos para promover e proteger os direitos das crianças e adolescentes. Acreditamos que esses projetos vão fazer a diferença na vida de muitas meninas e meninos, principalmente nos locais mais vulneráveis”, afirmou a secretária da Sejus, Marcela Passamani.

As entidades convocadas têm entre os dias 15 de março e 2 de abril para apresentar o Plano de Trabalho definitivo e a documentação de habilitação. As informações deverão ser enviadas exclusivamente pelo formulário eletrônico disponível no endereço http://conselho.crianca.df.gov.br/selecaoprojetos2020.

Leia também

Os direitos das crianças e dos adolescentes em linguagem simplificada





Programa oferece proteção a crianças e adolescentes


Conferência abre espaço para debater direitos da criança e do adolescente


O resultado publicado nesta sexta-feira é referente ao edital de Chamamento Público n° 01/2020 – CDCA-DF/SEJUS-DF, aberto em setembro de 2020, que previa a destinação de até R$ 30 milhões para serem investidos em projetos de promoção e defesa dos direitos das crianças e adolescentes. Participaram da seleção organizações com registro ativo no CDCA/DF. Cada entidade pode submeter até dois projetos que não ultrapassassem o valor de R$ 1,2 milhão de reais.

*Com informações da Sejus

Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem