JÁ OUVIU UMA MÚSICA COM SEU FILHO HOJE?

Como é gostoso ouvir uma boa música. Ela anima, relaxa, distrai, minimiza momentos de tensões, e pode auxiliar no desenvolvimento infantil além de proporcionar momentos incríveis em família.

Ouvindo música / Foto: Freepik


Para o autor Teca Brito, "A música é uma linguagem universal. Tudo o que o ouvido percebe sob a forma de movimentos vibratórios. Os sons que nos cercam são expressões da vida, da energia, do universo em movimento e indicam situações, ambientes, paisagens sonoras: a natureza, os animais, os seres humanos traduzem sua presença, integrando-se ao todo orgânico e vivo deste planeta." Ou seja, estamos o tempo todo cercado por música, inconscientemente somos familiarizados com ela, e por isso temos uma tendência a rápida assimilação de conteúdos quando a música for utilizada como meio de transporte educacional.

Há tempos a música é apontada como uma das áreas que mais estimulam o desenvolvimento infantil. Essa linguagem promove a assimilação do corpo e mente, razão e emoção, criatividade e metodologia.

A junção desses fatores colabora para vários setores como comunicação, expressão corporal, desenvolvimento social e emocional.

Como ferramenta educacional, a música está repleta de desafios que nos impelem à descobertas fantásticas, um simples brincar de roda é capaz de explorar ensinos que outra atividade não exploraria.

A associação da música, enquanto atividade lúdica, com os outros recursos pedagógicos quais dispõem o educador, facilitam o processo de aprendizagem, pois estimula a criatividade do aluno através do amplo leque de possibilidades que a música disponibiliza. Unir música e educação também traz obrigatoriedade ao professor em assumir uma postura mais interativa junto ao educando. Conforme Koellreutter (2001) “ o professor entende que por meio do trabalho de improviso, abre-se espaço para dialogar e debater com os alunos e, assim, introduzir os conteúdos adequados. ”

A música também potencializa a concentração e memória, ativa o raciocínio lógico e acelera o ritmo de aprendizado, inclusive de idiomas. Isso é porque na qualidade de sequencia temporal de sons articulados, se relaciona diretamente com a linguagem. Brenno Rosostolato, psicólogo e terapeuta, completa ao dizer que quando a criança tem contato com a música, seja ouvindo ou interagindo mais ativamente com esse universo, ela pode desenvolver algumas características próprias com mais facilidade, como fala, dicção e coordenação motora, entre outras. Observe: não é à toa que existe uma grande quantidade de brinquedos educativos para bebês e crianças pequenas que emitem ou fazem barulhos e têm músicas. Você já prestou atenção nisso? E claro que não é apenas com os brinquedos que essa relação se estabelece.

Separei 3 brincadeiras super simples para serem feitas em família, e aproveitar os benefícios musicais:

1.       Continue a música
Coloque uma música que vocês gostam para tocar. Prestem atenção a todos os instrumentos usados na música, tentem reproduzir o som de cada um deles. Depois desse aquecimento, é hora de fazer pra valer! Coloque a música e cada um escolhe um instrumento para reproduzir, depois pause a música e todos devem continuar tocando no ritmo. O legal da brincadeira não está em acertar de primeira, mas sim prestar atenção nos ritmos, arranjos e tentar reproduzir.

2.       O que é, o que é?
Para essa brincadeira você vai precisar de vários objetos para reproduzir diferentes sons, podem ser potinhos com grãos dentro, folhas de papel, potinhos vazios, lápis ou palitos de madeira… brinquem de explorar o som de cada objeto. Depois de brincar, a criança fecha os olhos, você faz um barulho e ela tem de adivinhar qual som é aquele. E aí será a sua vez de fechar os olhos e deixar que a criança escolha um som para você adivinhar de qual objeto vem.

3.       Palavra Musical
Um participante escolhe uma palavra aleatória, os demais devem cantar uma musica com a palavra escolhida.

Agora já podem aproveitar que estamos no carnaval e realizar várias brincadeiras musicais, quem sabe até um bailinho em família?
Roberta Oliveira

Escritora Infantil, Educadora Socioemocional, Coaching Kids, Contadora de Histórias, Animadora Infantil

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem