União de esforços no Parque Ecológico do Paranoá

Foto: Paulo H Carvalho / Agência Brasília
Além do Parque Ecológico do Paranoá, outros já contemplados com os serviços foram: 
Sucupira (Planaltina), Saburo Onoyama e Cortado (Taguatinga), Águas Claras, Olhos d’Água 
(Asa Norte), Areal, Copaíbas e Ermida Dom Bosco (Lago Sul), das Garças (Lago Norte), 
Ezechias Heringer e Denner (Guará), Tororó (Jardim Botânico) e Jequitibás (Sobradinho) 
Foto: Paulo H Carvalho / Agência Brasília


Equipes da força-tarefa do Governo do Distrito Federal estão no Parque Ecológico do Paranoá realizando diversas reformas na infraestrutura, como reparos e vistorias. O local é a 14ª unidade de conservação a receber os trabalhos, que são coordenados pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram).


O parque possui uma área de 38 hectares (ou 0,38 quilômetros quadrados) e, entre as ações de manutenção programadas, estão incluídas troca de portões e reposição de cercas; limpeza e reparo da pista de cooper e da ciclovia; reforma da sede, dos banheiros públicos, do coreto e da quadra poliesportiva; reposição de areia no parque infantil; substituição de bancos quebrados por novos; instalação de placas para educação ambiental; manutenção da rede elétrica; entre outras.



A superintendente de Unidades de Conservação, Biodiversidade e Água do Instituto Brasília Ambiental, Rejane Pieratti, destaca a importância do trabalho que a força-tarefa executa nos parques administrados pelo órgão. “Quando as unidades precisam de manutenções pontuais, o instituto consegue fazer. Agora, quando são revitalizações de grande porte, como essa que está acontecendo no Parque do Paranoá, precisamos desses parceiros”, avalia.



Os trabalhos de recuperação do Parque Ecológico do Paranoá também foram exaltados pelas pastas que coordenam a força-tarefa. “O parque tem uma beleza extraordinária e uma infraestrutura que ajudará na sua recuperação, garantindo que a população usufrua ainda mais dele”, afirmou o presidente do Brasília Ambiental, Cláudio Trinchão.


“Determinadas pelo governador Ibaneis, as reformas que estão sendo feitas são necessárias para que possamos oferecer mais conforto e segurança para a população que frequenta o parque”, ressalta o secretário de Meio Ambiente, Sarney Filho.


Fora a Sema e o Brasília Ambiental, fazem parte da força-tarefa dos parques a Secretaria de Governo, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), a Companhia Energética de Brasília (CEB), o Departamento de Trânsito (Detran) e de Estradas de Rodagem (DER/DF) e as Administrações Regionais.


Além do Parque Ecológico do Paranoá, outros já contemplados com os serviços foram: Sucupira (Planaltina), Saburo Onoyama e Cortado (Taguatinga), Águas Claras, Olhos d’Água (Asa Norte), Areal, Copaíbas e Ermida Dom Bosco (Lago Sul), das Garças (Lago Norte), Ezechias Heringer e Denner (Guará), Tororó (Jardim Botânico) e Jequitibás (Sobradinho).


* Com informações da Sema e do Brasília Ambiental



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem