Funarte Brasília volta oficialmente para a Cultura do DF

O Complexo Cultural Funarte Brasília está oficialmente sob a gestão da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec). O Termo do distrato, que põe fim a cessão de uso do governo federal, foi assinado pelo presidente da Fundação Nacional das Artes (Funarte), Tamoio Marcondes, e entregue ao secretário de Cultura e Economia Criativa do DF, Bartolomeu Rodrigues.

Localizada perto da Torre de TV, Funarte passa a ser gerida pelo GDF | Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Representantes das duas instituições se encontraram na tarde da última segunda-feira (21), na Biblioteca Nacional, para alinhar ações conjuntas num termo de cooperação, que está em fase de construção e deve ser homologado em julho.

“É com felicidade que retomamos a administração desse histórico equipamento cultural do DF, após duas décadas de bom uso feito pela Fundação Nacional das Artes. Estamos nessa importante fase de transição para receber essa estrutura e entender as suas atuais necessidades”, comentou Bartolomeu Rodrigues, secretário

Programação continuada

Nesse momento de passagem, o presidente da Funarte adianta que a Secec vai receber um estudo de melhorias estruturais no equipamento, realizado pela Universidade Federais de Minas Gerais (UFMG), para avaliar a viabilidade de execução.

“Estou muito seguro sobre o futuro do Complexo Cultural Funarte Brasília pela sensibilidade com que a Secretaria de Cultura e Economia Criativa trata desse equipamento, que segue com uma programação continuada e prevista a partir de setembro com o Prêmio Funarte de Artes Visuais, na Galeria Fayga Ostrower”, adianta Tamoio Marcondes.

Distrato foi assinado pelo presidente da Funarte, Tamoio Marcondes, e pelo secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues | Foto: Divulgação/Secec

A exposição vai ocupar a galeria de setembro a dezembro, já sob a administração da Secec. Na sequência, a Funarte quer apresentar espetáculos selecionados para o Festival Funarte Acessibilidança. O Termo de Cooperação visa também investimentos em capacitação para artistas e um projeto especial para o centenário da Semana de Arte Moderna de 1922.

“A continuidade do Complexo Cultural Funarte Brasília é imediata. Estamos realizando as vistorias necessárias e precisamos ainda cumprir uma série de formalidades, como oficializar a doação dos bens físicos (móveis e equipamentos de som, luz, etc.). Além disso, a Secec estuda de forma sensível o aproveitamento dos terceirizados”. completa o secretário-executivo, Carlos Alberto Jr, que comandou o trâmite da volta do Complexo Cultural Funarte Brasília para o GDF.

 

*Com informações da Secec

 



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem