Mês de conscientização da violência contra a pessoa idosa

Em alusão ao “Junho Violeta”, mês de conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) adere à campanha nacional promovida pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH) e promove ações para orientar a população sobre serviços, garantia dos direitos, tipificação do crime e canais de denúncia. Na programação, live  nas redes sociais da pasta, conferência e publicidade digital na rede de transporte público do Distrito Federal.

“O nosso dever, enquanto Estado, é sensibilizar a população para coibir qualquer tipo de violência contra a pessoa idosa. Por isso, trabalhamos para fortalecer a política pública de proteção no Distrito Federal, que já segue em andamento com atendimento e acolhimento humanizado a todos que precisarem dos nossos serviços jurídicos e de cidadania”, afirma a secretária, Marcela Passamani.

As atividades começam nesta terça-feira (15), com a mobilização dos seguidores da secretaria nas redes sociais da pasta e com a ampla divulgação do tema nas televisões internas do transporte público no DF. Na quarta (16), a ação abre espaço para a live: “Violência doméstica e familiar contra a mulher idosa e o trabalho em rede”. A transmissão será realizada das 9h às 11h, no canal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) no YouTube.

“O nosso dever é sensibilizar a população para coibir qualquer tipo de violência contra a pessoa idosa. Por isso, trabalhamos para fortalecer a política pública de proteção, que já segue em andamento com atendimento e acolhimento humanizado” Marcela Passamani, secretária de Justiça e Cidadania

A live faz parte do Programa Maria da Penha Vai à Escola e será realizada pela Sejus, por meio da Subsecretaria de Apoio a Vítimas de Violência (Subav), o Núcleo Judiciário da Mulher e a Central Judicial do idoso do Tribunal de Justiça do DF e Territórios.

Na sexta (18), será realizada a 5ª Conferência Distrital dos Direitos da Pessoa Idosa pelo Conselho dos Direitos do Idoso (CDI/DF), que tem como tema: “Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas”. O objetivo é discutir propostas de enfrentamento para as dificuldades vivenciadas no atendimento à pessoa idosa, em entidades governamentais e não governamentais.

Canais de Denúncia

A violação de direitos contra a pessoa idosa pode ser denunciada pelo Disque 100, que é o principal canal de comunicação. Além disso, a denúncia também pode ser feita pelo aplicativo Direitos Humanos Brasil, disponível na Google Play e na App Store. Também está previsto para ser formalizado o aplicativo Proteja-se, desenvolvido pela Sejus, sendo considerado o principal convênio já assinado entre o MDH e o Governo do Distrito Federal (GDF).

Junho Violeta

Em 15 de junho é celebrado o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, conforme declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa no ano 2006.

 

*Com informações da Sejus



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem