Em 24 horas, 450 documentos de RG são emitidos para crianças e adolescentes

O Programa Identidade Cidadã emitiu aproximadamente 450 documentos de RG para crianças e adolescentes em apenas um dia de ação. O serviço foi idealizado pela Secretaria de Justiça e Cidadania em parceria com a Polícia Civil. O projeto, que no Distrito Federal é piloto, faz parte da programação da semana de enfrentamento ao tráfico de pessoas, que vai até o dia 30 de julho.

Para crianças e adolescentes o atendimento para a emissão do documento deverá ser feito acompanhado de um seus representantes legais | Foto: divulgação Sejus

Para a secretária da pasta, Marcela Passamani, “o RG é um dos documentos mais importantes para o exercício da cidadania e as crianças e adolescentes merecem esse tipo de atenção, além de propiciar e facilitar o acesso a diversos serviços públicos o recolhimento da impressão digital, que permite que a criança seja identificada mais rapidamente em casos de sequestro ou demais crimes. Portanto, reduz a vulnerabilidade e garante o registro dos dados nos sistemas de segurança pública”.

Até a próxima sexta-feira (30) a emissão da primeira via do RG será exclusiva para essa faixa etária (até 18 anos) em cinco postos do Na Hora.

O atendimento será realizado por ordem de chegada e controlado mediante a emissão de senha. Considerando a demanda, caso necessário, o agendamento será garantido não só nas unidades do Na Hora, mas também nos postos de identificação da Polícia Civil. A demanda está superando as expectativas. No Na Hora de Ceilândia, por exemplo, mais de 309 novas carteiras de identidade foram agendadas até as 12h desta terça (27).

Unidades disponíveis

Cinco Unidades Na Hora estão emitindo a primeira via do RG exclusivamente para crianças e adolescentes. São elas: Unidade Na Hora Ceilândia, Unidade Na Hora Gama, Unidade Na Hora Riacho Fundo, Unidade Na Hora Sobradinho e Unidade Na Hora Taguatinga

Critérios

Para crianças e adolescentes o atendimento para a emissão do documento deverá ser feito acompanhado de um representante legal, sendo necessário levar CPF, certidão de nascimento (original ou cópia autenticada) e RG original dos pais ou responsáveis.

* Com informações da Secretaria de Justiça



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem