Parceria com moradores reforma becos em Taguatinga

Mais dois becos de Taguatinga Norte passaram por reformas. As passagens de pedestres antes mal cuidadas, escuras e repletas de lixo e inservíveis agora estão limpas e pintadas. Estão localizadas no conjunto H da QNM 34 e a outra no bloco A da QNL 11. As obras são fruto do entrosamento entre moradores, Administração Regional e Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap).

Maria Célia Oliveira, 61 anos, moradora da QNM 34 há 40 anos, tomou a iniciativa da parceria. Ela foi até a sede da administração saber como recuperar o espaço. “Observamos a beleza que ficou o conjunto H e resolvemos fazer aqui. Fomos informados que a comunidade precisava colaborar com parte do material que e a administração complementava, além de colocar a mão de obra. Deu muito certo”, celebra a dona de casa.

A passagem de 11 metros de largura foi toda limpa, ganhou piso em bloquetes, piquetes para delimitar o corredor e dois canteiros de flores. No chão, amarelinhas e um campinho de futebol foram pintados. A iluminação também foi trocada | Foto: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Ela mobilizou quatro vizinhos e fizeram uma ‘vaquinha’ para comprar 10 sacos de cimento e pó de brita. Segundo Célia, o local tem “muita história pra contar”. “A gente já viu cada coisa aqui. Até cachorro morto já jogaram no beco”, revela.

A passagem de 11 metros de largura foi toda limpa, ganhou piso em bloquetes, piquetes para delimitar o corredor e dois canteiros de flores. No chão, amarelinhas e um campinho de futebol foram pintados. A iluminação também foi trocada.

“Agradecemos ao governo por esse cuidado. Um lugar assim alegre traz bem-estar para os moradores, pois é o ambiente em que vivemos”, afirma o aposentado Luiz Carlos Barbosa, 69 anos. “Todo dia vem criança brincar aqui, passear de bicicleta”, emenda.

Na QNL 11, a reforma do beco deu mais mobilidade ao local. Importante acesso para quem segue para o Parque Vivencial do bairro, o corredor foi limpo, nivelado, ganhou pintura nova e placas de cimento para o piso. A Novacap doou o material e dez operários – entre eles sete reeducandos do programa Mãos Dadas da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape) – realizaram o serviço.

Mais oito pedidos na fila

Para o morador do Setor M Norte, Carlos Oliveira, 58 anos, a reforma significa conforto e segurança para quem reside ali. “O local cheio de entulho, mato alto e muitas vezes escuro é sujeito a assaltos, né?”, questiona. “Tenho reparado que o movimento cresceu muito no bequinho depois que foi recuperado”, revela.

A boa nova se espalhou. A administração informa que, no momento, já existem mais oito pedidos de reforma dessas passagens públicas. “A procura é muito grande, o governo vai continuar fazendo essa parceria e estimo que até o final do ano a gente consiga recuperar em torno de uns 50 becos aqui em Taguatinga”, finaliza o administrador regional, Bispo Renato de Andrade.



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem