SLU inicia coleta em 17 condomínios horizontais do DF

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) iniciou nesta semana uma nova operação de coleta de resíduos em mais 17 condomínios horizontais. São condomínios atendidos pela empresa Valor Ambiental e estão nas regiões de Sobradinho I e II, Paranoá e Planaltina. O serviço atende à Lei 6.615, de 4 de junho de 2020, que autorizou a coleta de resíduos nos condomínios horizontais pelo SLU.

“Fizemos essa escolha por economia. Com o dinheiro que a gente pagava para a empresa de coleta, vamos poder fazer outros investimentos no nosso condomínio”, Hermes Pereira de Matos, síndico do Condomínio Alto da Boa Vista, em Sobradinho

Para atender à demanda, o SLU precisou assinar um termo aditivo ao contrato para viabilizar a coleta, já que a rota dos caminhões foi ampliada. Até o momento, 45 condomínios, de 13 regiões administrativas, já recebem a coleta de resíduos pelo SLU.

Mobilização

O condomínio Alto da Boa Vista, em Sobradinho, foi um dos que solicitou o serviço. Neste local, a coleta ocorre às segundas, quartas e sextas. O síndico Hermes Pereira de Matos disse que a operação foi realizada sem intercorrências.

“Nós fizemos uma mobilização prévia com os moradores, avisando do início da coleta pelo SLU. Orientamos que eles colocassem o lixo perto da hora da coleta. Foi tudo tranquilo. Fizemos essa escolha por economia. Com o dinheiro que a gente pagava para a empresa de coleta, vamos poder fazer outros investimentos no nosso condomínio”, relata o síndico.

“Durante a visita técnica, a gente verifica a viabilidade da coleta porta a porta, considerando critérios como a largura das vias ou ruas sem saída, por exemplo” Mayara Menezes, assessora da Diretoria de Limpeza Urbana

Outros condomínios que tiverem interesse na coleta pelo SLU podem fazer a solicitação via ouvidoria do GDF. Após o recebimento das informações, o SLU entra em contato com o síndico e agenda uma visita técnica.

“Durante a visita técnica, a gente verifica a viabilidade da coleta porta a porta, considerando critérios como a largura das vias ou ruas sem saída, por exemplo. Caso seja considerada inviável a coleta porta a porta, são definidos pontos para posicionamento de contêineres para armazenar os resíduos das residências que estão nessas ruas”, explica a assessora da Diretoria de Limpeza Urbana, Mayara Menezes.

Após estas definições, o SLU informa à empresa prestadora de serviço e solicita a atualização do plano e, após aprovação pelo SLU, é autorizado o início da coleta.

A solicitação para o serviço de coleta deve ser registrada virtualmente pela Ouvidoria do Distrito Federal. No site, o gestor do condomínio deverá selecionar a opção “Solicitação”. Em seguida, clicar no assunto “Coleta convencional de resíduo” e, depois, em “Inclusão do ponto para a coleta convencional.”

*Com informações do Serviço de Limpeza Urbana



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem