Sala de Artesanato marca presença em evento de Planaltina 

“O artesanato é um produto turístico Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

A Secretaria de Turismo do DF (Setur) participou do projeto Favela em Movimento, promovido pela Central Única das Favelas (Cufa),  em Planaltina. Realizada no CEP Saúde – Escola Técnica de Planaltina, a promoção faz parte de um programa de integração regional e é voltada para a comunidade, com foco nas demandas das famílias, atendendo, especialmente, as necessidades sociais e do artesanato. Durante todo o dia a comunidade foi mobilizada em torno de uma programação cujos estandes trabalharam no atendimento, fomento e assistência às famílias.

Sala do Artesanato do Programa Favela em Movimento da Cufa, em Planaltina | Foto: Aurélio Pereira/Setur-DF

A Setur esteve presente com a Sala de Artesanato. Nela, foram apresentados produtos e serviços que contribuem para o desenvolvimento do segmento na região. “Nossos técnicos mestres e artesãos explicaram as possibilidades do artesanato, além de ensinar a conseguir a Carteira Nacional do Artesão”, disse a mestre Roze Mendes, da coordenação de artesanato da Setur-DF.

Na abertura da programação, o coordenador de regiões administrativas da Setur-DF, Nilton Veiga, que representou a secretária Vanessa Mendonça, destacou a certificação e a entrega da Carteira Nacional de Artesã a 30 bordadeiras do cerrado. “Mulheres que trabalham nas comunidades rurais estão sendo qualificadas para adquirir suas carteiras nacionais de artesãs”, disse o coordenador.

Ao ser informada sobre o projeto Favela em Movimento, Vanessa Mendonça disse que o espaço da Setur-DF seria o ponto de partida para a qualificação dos artesãos locais para que seus trabalhos se tornassem oportunidade para gerar renda. “O artesanato é um produto turístico, o mais importante deles. A participação da Setur-DF no Favela em Movimento é para ensinar como esta arte pode se transformar em renda”, afirmou.

Nilton Veiga lembrou que a Carteira Nacional do Artesão abre muitas oportunidades. “Com essa carteira, o artesão pode participar de todas as feiras oficiais dentro e fora do Brasil.” Ele lembrou ainda que até dezembro, três feiras estão confirmadas e os produtos irão no Caminhão do Turismo, que é do artesão.

 

*Com informações da Setur

 



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem