Vamos redobrar o cuidado com os ciclistas!

De 2011 a 2020 o número de mortes de ciclistas no trânsito do DF caiu 52% | Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Para celebrar o Dia Nacional do Ciclista, comemorado nesta quinta-feira (19), o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) realiza uma série de ações educativas. Pela manhã, por exemplo, os moradores da Estrutural, Planaltina e Plano Piloto foram acordados com alertas e orientações sobre os principais cuidados no trânsito e medidas de segurança.

Foram distribuídos no local panfletos e adesivos, tanto para os ciclistas quanto para os condutores de veículos. O foco nas abordagens foi o compartilhamento da via por todos os atores envolvidos, condutores de carros e bikes.

De 2011 a 2020 o número de mortes de ciclistas no trânsito do DF caiu 52% | Acácio Pinheiro/Agência Brasília

“É importante reforçar a questão do compartilhamento no trânsito e o distanciamento correto dos carros em relação às bicicletas, que é de 1,5 m. Do contrário, vai colocar em risco nossos ciclistas”, alerta o diretor de educação do Detran-DF, Marcelo Granja. “Queremos mostrar que a bicicleta é um veículo e que tem o direito de circular também pelas vias, mas que necessita obedecer às regras de trânsito”, alerta.

“O governo do DF tem feito um trabalho muito importante de valorização do ciclista, com melhorias das rotas, criação de ciclovias e, junto com tudo isso, tem o processo educativo” Marcelo Granja, diretor de educação do Detran-DF

Dados do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) apontam para uma redução considerável do número de mortes de ciclistas: 52% de 2011 a 2020. Os índices são reflexo, sobretudo, do importante e intensivo trabalho de conscientização realizado pela Diretoria de Educação da instituição.

“O governo do DF tem feito um trabalho muito importante de valorização do ciclista, com melhorias das rotas, criação de ciclovias e, junto com tudo isso, tem o processo educativo, que é um trabalho nosso de formiguinha e que vai criando uma visão de unidade sobre o tema”, observa o gestor.

Pelo menos 20 funcionários do Detran, entre agentes e servidores, participam das ações educativas de hoje (19). No período da tarde, das 17h às 19h, outros 15 funcionários organizam blitz educativa na Via N1, estacionamento do Planetário. Com participação de uma dupla de repentistas, mímicos e companhia teatral, o evento simbólico intensifica os trabalhos de conscientização entre ciclistas e motoristas.

Marcelo Granja, diretor de educação do Detran, espera que nos próximos dez anos o DF tenha um trânsito com menos carros e mais bicicletas circulando | Acácio Pinheiro/Agência Brasília

“Vamos levar um momento de reflexão para a população. A cada ciclista na via é um carro a menos, o que representa mais fluidez e mais facilidade de mobilidade”, reflete Marcelo Granja, do Detran. “Esperamos que, nos próximos dez anos, tenhamos outra realidade no trânsito, com redução no número de carros e mais pessoas circulando de bicicleta”, torce.

Recém-adepta do pedal, o que começou a fazer por recomendação médica, a bióloga Lilian Dantas, 53 anos, acha essenciais os trabalhos de conscientização e orientação realizados pelo Detran. “É sempre válido todo tipo de informação; é um serviço que passa segurança para as pessoas que andam de bicicleta pelas ruas da cidade”, diz.



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem