CEB Ipes investe na melhoria da iluminação pública

Desde 2019, a CEB Ipes já investiu mais de R$ 40 milhões na substituição de cerca de 50 mil luminárias convencionais por modelos de LED em todas as regiões administrativas do DF | Fotos: Divulgação/CEB Ipes

Atualmente, o Parque de Iluminação Pública do Distrito Federal tem aproximadamente 307 mil pontos com 360 mil luminárias. Destas, 70% são de vapor de sódio, 21% de LED e 9% de outros tipos, como fluorescente, vapor de mercúrio e multivapores metálicos.

A CEB Iluminação Pública e Serviços (CEB Ipes) tem trabalhado em tempo integral para garantir mais eficiência e melhorar a manutenção da iluminação pública.

De janeiro de 2019 a julho de 2021, por exemplo, a companhia investiu mais de R$ 40 milhões para substituir cerca de 50 mil luminárias convencionais por modelos de LED em todas as regiões administrativas do DF.

Durante este ano, a CEB Ipes realizou um Mutirão da Iluminação que atendeu mais de 17 mil ordens de serviço para reparar postes e luminárias danificadas.

Também lançou canais de atendimento exclusivos para assuntos relacionados à iluminação pública, o Call Center 155 e o aplicativo Ilumina DF, que funciona através do mecanismo de georreferenciamento, possibilitando que o cidadão indique o exato poste que apresenta defeito.

Ainda em 2021, a CEB Ipes em parceria com a administração regional e o Governo do Distrito Federal (GDF) concluiu o projeto que melhorou a eficiência da iluminação de toda a região do Cruzeiro Velho e Novo, com verbas de emenda parlamentar. Ao todo, foram instaladas 4.572 luminárias de LED com investimento de mais de R$ 2 milhões.

Esses esforços somados entre as regiões administrativas, o GDF e as verbas provenientes dos deputados distritais têm permitido que a companhia execute o plano de fazer o mesmo serviço em todo o Distrito Federal pelos próximos três anos, o que trará inúmeros benefícios para a população.

8.444 metros de cabos exclusivos de iluminação pública foram repostos pela CEB Ipes no primeiro semestre

Programa Luz que Protege

Com base nos estudos realizados pela CEB Ipes, através dos dados fornecidos pela Secretaria de Segurança Pública do DF, o Programa Luz que Protege verifica e atua nas áreas sensíveis aos maiores índices de criminalidade e que necessitam de iluminação pública intensa para coibir a atuação de criminosos, uma vez que a luz contribui para a identificação dos autores. Por esse motivo, infelizmente a companhia tem sido prejudicada com atos de vandalismo e furto dos materiais.

Nos primeiros seis meses de 2021, os valores acumulados de reposições de materiais depredados ou furtados no Parque de Iluminação Pública do Distrito Federal foram de R$ 280 mil. Além disso, foram registrados 76 chamados de furtos de transformadores que atendem à iluminação pública (IP). Por ser o ponto de fornecimento de energia que acende os postes, nesses casos de furtos de transformadores, grandes áreas ficam apagadas, prejudicando a população.

Em relação aos cabos de cobre, neste primeiro semestre as equipes da CEB Ipes repuseram 8.444 metros de cabos exclusivos de IP furtados. Esse número já ultrapassa os dados de todo o ano de 2020, em que foram repostos cerca de 6.000 metros de cabos de cobre.

Instalação de novos pontos

A CEB Ipes informa que, para solicitações de novos pontos de iluminação pública, é necessário que o cidadão entre em contato com a respectiva região administrativa, que solicita o orçamento da obra para a companhia. Uma vez que haja disponibilidade técnica e financeira para a execução do projeto, é formalizado o contrato com a RA e é iniciada a ação.

Canais de atendimento

A CEB Ipes conta com três canais de atendimento exclusivos para relatos de problemas na iluminação pública: o call center, 155 para falar diretamente com um atendente; o aplicativo Ilumina DF e o site www.ceb.com.br.

*Com informações da CEB Ipes



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem