Passagem subterrânea no Lúcio Costa passa por reforma

“Vamos repaginar este trecho junto à comunidade para proporcionar a melhoria estrutural e visual e conservar esta passagem tão importante” Murilo de Melo Santos, superintendente de Operações do DER

Desde o início desta semana, o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER) trabalha na conservação da passagem subterrânea localizada na Estrada Parque Taguatinga (DF-085) no trecho que liga o Setor Lúcio Costa à QI 8 do Guará.

As equipes fizeram a limpeza de toda a passagem de 150 m de extensão por 5 m de largura, prosseguindo com a pintura de piso e paredes. O local receberá também 12 lixeiras novas, terá o sistema de drenagem desobstruído e passará pela troca de 20 luminárias.

Obras estão sendo feitas desde o início desta semana para restaurar a via | Foto: Divulgação/DER

Arte nas paredes

Neste fim de semana (dias 25 e 26), entre as 8h e as 18h, um trabalho conjunto reunirá aproximadamente 70 grafiteiros de diversos pontos do Distrito Federal e também de Goiânia (GO), Anápolis (GO) e Belo Horizonte (MG), que levarão sua arte às paredes da passagem subterrânea.

Para a execução do serviço, o DER doou 15 latas de tinta de 18 litros. “Vamos repaginar este trecho junto à comunidade para proporcionar a melhoria estrutural e visual e para conservar esta passagem subterrânea tão importante para a população”, explica o superintendente de Operações do órgão, Murilo de Melo Santos. O investimento, informa ele, é de cerca de R$ 10 mil.

As manifestações artísticas e culturais serão executadas pelos 30 grafiteiros que compõem o coletivo candango Graffiti da Capital, além de dezenas de artistas do DF e de outros estados e do projeto social Guarda-Roupa Solidário. A ação conta com o apoio da Associação dos Moradores do Lúcio Costa (Ampluc) e do projeto Escola do Rock.

“Depois que enviei um ofício para realizar o trabalho artístico, fomos convidados pelo DER para uma reunião”, conta o artista Ranuk, 37 anos, idealizador do Graffiti da Capital. “Aí ficou definida essa parceria que nos deixou empolgados para realizar essa ação.”

Projeto social

Criado pelo jornalista e morador do Lúcio Costa Marco Aurélio dos Santos, 50 anos, o projeto social Guarda-Roupa Solidário instala armários em locais públicos para a doação de agasalhos, livros, alimentos e até eletrodomésticos. A ação tem como alvo as pessoas em situação de vulnerabilidade.

“As prateleiras nunca ficam vazias”, conta Marco Aurélio. “Ali são doadas desde peças de roupa, eletrodomésticos e até cestas básicas que ajudam aqueles que precisam. Nós precisamos mudar o meio em que vivemos, e foi com esse intuito que procuramos a ajuda do DER. Somos muito gratos pelo apoio e parceria.”

Vandalismo

Na contramão dessa atitude solidária, que conta com a participação da população local, vândalos destruíram três armários de madeiras que haviam sido instalados anteriormente na passagem do Lúcio Costa. Ao tomar conhecimento do fato, o DER fabricou duas estantes de ferro que serão doadas para apoiar o projeto.

*Com informações do DER



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem