Conheça o projeto-piloto “Viver Brasília: uma perspectiva internacional”

Um grupo de 10 embaixadores residentes em Brasília foi convidado a participar do projeto-piloto “Viver Brasília: uma perspectiva internacional”, feito em parceria entre o Escritório de Assuntos Internacionais (EAI) e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec). A iniciativa tem o objetivo de apresentar os principais pontos histórico-culturais da cidade para que os representantes diplomáticos possam registrar os detalhes que mais lhe chamam a atenção.

O percurso da experiência é baseado no livro “Roteiro Geopoético de Brasília”, de autoria da jornalista e poeta Amneres Santiago, que também ficou responsável por guiar o grupo. Como resultado, as fotografias feitas pelos embaixadores serão expostas no Museu de Arte de Brasília (MAB), o que está previsto para ocorrer em dezembro deste ano.

Para a chefe do EAI, Renata Zuquim, o projeto é uma maneira de integrar os representantes diplomáticos a Brasília e de promover o olhar internacional sobre nossa cidade. “Ao pensar nesta ação, nosso desejo foi proporcionar aos embaixadores uma vivência aprofundada e imersiva sobre os aspectos históricos e culturais da capital. Devido à pandemia, muitos ainda não haviam tido essa oportunidade. Além disso, poderemos observar, sob a ótica deles, os aspectos locais que lhes pareceram mais representativos”, comenta.

O secretário da Secec, Bartolomeu Rodrigues, também acompanhou o percurso. “É importante para o Governo do Distrito Federal que a população possa acessar a riqueza cultural que abrigamos aqui. Ao conhecerem os espaços histórico-culturais da nossa capital, os embaixadores têm a oportunidade de se conectarem com a cidade, o que abre portas para projetos e parcerias cada vez mais benéficas ao DF”, acredita.

A jornalista Amneres Santiago explica que o roteiro inclui cinco percursos, que resgatam a história e os mitos da fundação de Brasília. “Poder fazer um desses percursos com os embaixadores, e contar-lhes um pouco da grande epopeia da construção de Brasília e seu significado sócio-político-cultural para o Brasil, foi uma oportunidade rara e feliz. Só tenho a agradecer e parabenizar o Escritório de Assuntos Internacionais e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa por tão importante projeto”, celebra.

Para saber mais sobre o projeto e ver fotos e vídeos da edição piloto, acompanhe as redes sociais do EAI: @internacional_df.

* Com informações do Escritório de Assuntos Internacionais



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem