Novos beneficiários do Prato Cheio recebem nesta quarta (27)

As 29.346 novas famílias beneficiárias do Prato Cheio vão começar a retirar o cartão a partir desta quarta-feira (27). Os contemplados devem consultar o site GDF Social para saber onde e quando devem retirar o cartão.

Cartão Prato Cheio começa a ser entregue a novos beneficiários | Foto: Divulgação/Secretaria de Desenvolvimento Social

Com essas novas inclusões, o Cartão Prato Cheio passa a atender 38.187 famílias. “O objetivo desse programa é seguir, cada vez mais, abrangendo pessoas em situação de vulnerabilidade. Aos poucos, estamos cumprindo esse propósito”, enfatiza a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

De acordo com o cronograma estabelecido pelo Banco de Brasília (BRB), a entrega dos cartões vai obedecer a ordem alfabética, com base no nome do responsável da família que fez a solicitação do benefício:

  • Quarta-feira (27/10) – Iniciais do nome: A a D
  • Quinta-feira (28/10) – Iniciais do nome: E a I
  • Sexta-feira (29/10) – Iniciais do nome: J a L
  • Segunda-feira (1º/11) – Iniciais do nome: M a P
  • Quarta-feira (3/11) – Iniciais do nome: Q a Z

Pagamento

38.187 é o total de famílias atendidas com as novas inclusões

A partir desta terça-feira (26), o crédito de R$ 250 começa a ser feito para cada uma das 38.187 famílias beneficiárias. Devido a trâmites burocráticos, é possível que, para algumas pessoas, a verba demore um pouco mais para estar na conta.

Para aqueles que estão recebendo a sexta parcela do benefício agora, ou seja, a última do ciclo, é importante agendar um novo atendimento nas unidades socioassistenciais para passar por uma reavaliação da situação socioeconômica de sua família. Basta ligar no 156 ou acessar o site da Secretaria de Desenvolvimento Social.

O critério para inclusão no programa é ter renda familiar igual ou inferior a um salário-mínimo per capita, estar em situação de insegurança alimentar, residir no DF e estar inscrito no Cadastro Único ou no Sistema de Informação da Sedes. A inclusão ocorre após atendimento pelo site da Sedes, número 156 ou nos dois Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centros Pop).

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem