Chamadas eletrônicas via telefone vão agendar ida aos Cras

É muito importante deixar claro ao solicitante que o GDF não solicita dados pessoais, bem como números de documentos e nem informações bancárias das pessoas. Qualquer ligação nesse sentido pode ser um golpe

A partir de 1º de dezembro, o cidadão que solicitou atendimento nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) do Distrito Federal, precisa ficar atento ao telefone. A partir dessa data, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) vai informar o local e o horário do agendamento por chamada eletrônica. Ou seja, o Estado vai ligar para a pessoa e mensagens pré-gravadas vão dar os comandos para a confirmação do agendamento.

“Olá, você solicitou atendimento no Cras. Eu sou a assistente de agendamento do Cras”. Essa será a saudação inicial feita pelo robô para dar prosseguimento ao serviço.

É muito importante deixar claro ao solicitante que o Governo do Distrito Federal (GDF) não solicita dados pessoais, bem como números de documentos e nem informações bancárias das pessoas. Qualquer ligação nesse sentido pode ser um golpe.

Outra questão fundamental é que, caso a pessoa não esteja escutando direito ou tenha algum problema na digitação, sempre é possível retornar ao menu inicial sem maiores dificuldades, basta seguir os comandos dados.

De acordo com a Sedes, essa é mais uma iniciativa com o objetivo de agilizar as marcações dos atendimentos, que cresceram muito durante a pandemia da covid-19. Lembrando, porém, que esse sistema leva em consideração a priorização dos casos mais urgentes.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem