Horta do Lago Norte, uma referência em agricultura urbana

Horto Agroflorestal Medicinal Biodinâmica do Lago Norte foi visitado por participantes de seminário sobre agricultura urbana | Foto: Divulgação/Emater

Com apoio do programa de agricultura urbana da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do DF (Emater), o Horto Agroflorestal Medicinal Biodinâmica do Lago Norte, que funciona ao lado da Unidade Básica de Saúde (UBS) da região, tem se destacado em trabalhos que destacam os benefícios da horta urbana à saúde.

No fim da última semana, o espaço foi visitado pelos participantes do seminário Nossa Agricultura Urbana: Conquistas e Desafios, promovido pela Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara Distrital. Em um espaço de aproximadamente 500 metros quadrados, eles viram como são cultivadas cerca de 100 espécies de plantas – 80% são ervas medicinais. As demais são plantas alimentícias não convencionais (Pancs) e frutas.

O lugar é aberto à comunidade todas as quintas-feiras à tarde, quando as pessoas têm a oportunidade de aprender sobre o tema, trabalhar na terra e se beneficiar do que ela produz. O trabalho da Emater no local inclui assistência técnica, fornecimento de sementes, insumos e ferramentas.

Para o médico Marcos Trajano, que atende na UBS do Lago Norte e coordena o projeto no lugar, a horta é muito mais do que um espaço para cultivo e compartilhamento de plantas medicinais. “Não é um local produtor de plantas medicinais. É um ponto de convivência, de amor. A planta medicinal é um resíduo, mas um resíduo útil, que promove saúde para quem está precisando”, afirma.

*Com informações da Emater



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem