Paradas de sucesso estão colorindo Santa Maria

Foto: Geovana Albuquerque / Agência Brasília
Pelas mãos de grafiteiros, 70 abrigos de ônibus receberam uma nova roupagem. A cantora sertaneja que morreu recentemente foi uma das homenageadas | Fotos: Geovana Albuquerque / Agência Brasília

Os abrigos de ônibus de Santa Maria ganharam cores e apreço dos usuários de transporte público de todo o DF e que passam diariamente pela Região Administrativa (RA). Pelas mãos 80 grafiteiros, as paradas ganharam traços modernos. São pinturas de animais selvagens e homenagens a ídolos que recentemente morreram, como a cantora sertaneja Marília Mendonça, vítima de um acidente aéreo na última sexta-feira (5).

Fã da cantora apelidada de rainha da “sofrência”, a copeira Franciele Braga, 35 anos, aguardava o ônibus no abrigo dedicado à artista, na quadra CL 211. “Ficou muito bonito. As paradas estão limpas e coloridas. Creio que é um respeito para as pessoas que usam o transporte público”, opina. “Moro no Novo Gama (GO) e as paradas lá estão em péssimas condições”, compara.

Já a auxiliar de serviços gerais Gratielle Silva, 41 anos, moradora de Santa Maria, lembra a importância de a cidade crescer culturalmente. “Achei ótimo, fui trabalhar hoje cedo e reparei como as paradas ficaram bonitas. Santa Maria precisa investir em arte e cultura”, ressalta. “Agora, é cuidar para ver se os vândalos não destroem as pinturas”.

O Minha Arte é uma Parada é um projeto da Administração Regional de Santa Maria que conseguiu fazer um mutirão em apenas cinco dias e grafitou 70 paradas. Vinte servidores da administração e reeducandos da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape) avaliam antes os locais, lavam os espaços, fazem algum reparo, se houver, e depois chamam os artistas. Nesse primeiro momento, 77 abrigos vão receber os grafites, assim como os muros do campo de futebol society da QR 409.

O gasto da RA como a pintura foi de R$ 11 mil, incluindo sprays e material para reformas. E empresários locais ajudaram com doação de tintas. “Foi um sucesso. Agradecemos a todos os grafiteiros que acreditaram no projeto e que, voluntariamente, estão embelezando nossa cidade. É mais um benefício para a população”, observa a administradora da cidade, Marileide Romão.

‘Menos cinza, mais cor’

O grafiteiro Júnior Soares foi responsável pelos desenhos de duas paradas de ônibus

Grafiteiro criado em Valparaíso (GO), Júnior Soares (25), deixou sua arte em Santa Maria. Ele foi responsável pelos desenhos de duas paradas de ônibus e lembrou o bem que a cultura pode trazer para a comunidade. 

“Hoje em dia a gente só vê o ‘cinza’ dos prédios e a natureza está pouca. Então, nosso trabalho é levar um pouco de cor para as pessoas, além de melhorar a cidade. Adorei participar”, revela.

Segundo a gerente de cultura da administração, Rosângela Ferreira, que acompanha o projeto nas ruas, os artistas fazem a inscrição e recebem os kits de tinta para grafitar. “Recebemos grafiteiros daqui, de Ceilândia, Taguatinga e cidades do entorno”, lembra. 

“Acredito que é uma forma de inibir o vandalismo, a depredação, pois ali está uma obra de arte e que deveria ser valorizada”, define. Segundo ela, são 170 paradas em toda a Região Administrativa, e o objetivo é grafitar todas em outra etapa do projeto.



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem