Mais de três mil vagas de trabalho abrangem pessoas com deficiência

3.536 vagas exclusivas para pessoas com deficiência foram ofertadas de janeiro a novembro

Acessibilidade é fundamental para ajudar a população com deficiência a ter qualidade de vida, proporcionando a conquista da cidadania e até da independência financeira – caso da oferta de vagas com acesso à entrevista de emprego e à contratação em local que ofereça todas as condições a esse público.

Segundo pesquisa da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), pessoas com deficiência (PcDs) possuem 33% menos chances de emprego. Na tentativa de diminuir barreiras, o Governo do Distrito Federal (GDF) coloca as agências do trabalhador à disposição de empregadores que desejam incluir no quadro de funcionários essa parcela da população.

De janeiro a novembro deste ano, houve oferta de 3.536 vagas de emprego exclusivas para PcDs, das quais 2.068 foram encaminhadas para entrevista. O comércio é uma das áreas que mais contratam, em cargos como repositores de supermercados e atendentes.

Os interessados podem se candidatar por meio do aplicativo SineFácil e até mesmo fazer a entrevista de emprego no conforto de casa, já que as agências do trabalhador oferecem meios de intermediar tudo isso pelo formato on-line.

Para candidatos que se sentem mais seguros em ir pessoalmente, há 14 agências do trabalhador espalhadas pelo DF, todas com acessibilidade tanto em estrutura quanto em atendimento. “Todos os nossos servidores são capacitados para lidar com pessoas com qualquer tipo de deficiência”, explica o subsecretário de Atendimento ao Trabalhador e Empregador da Secretaria do Trabalho (Setrab), Ilton Teixeira. “Além disso, seis das nossas unidades foram totalmente reformadas e já contam com projeto de acessibilidade, e as outras têm sido adaptadas”.

A lei garante

“A inclusão no mercado do trabalho é divisor de água para essas pessoas, podendo dar não só cidadania, mas a forma de sustentação digna e participação mais ativa no meio social” Flávio Pereira dos Santos, secretário de Pessoas com Deficiência

O DF conta, ainda, com uma agência modelo, localizada na 511 Norte. No local há um espaço exclusivo para atendimento a pessoas com algum tipo de deficiência. A Setrab está em busca de um novo endereço para que seja instalada uma agência semelhante, provavelmente próximo à Rodoviária do Plano Piloto.

O direito a uma vaga de emprego é garantido pela lei nº 8.213/61, que determina às empresas com 100 ou mais empregados preencher uma parcela de seus cargos com PcCs. A reserva de vagas depende do número total de empregados que a empresa tem.

“A inclusão profissional é um dos fatores principais no processo de inclusão social das pessoas com deficiência”, ressalta o secretário da Pessoa com Deficiência, Flávio Pereira dos Santos. “A inclusão no mercado do trabalho é divisor de água para essas pessoas, podendo dar não só cidadania, mas a forma de sustentação digna e participação mais ativa no meio social.”

Além do encaminhamento para vagas, informa o titular da Secretaria da Pessoa com Deficiência (SEPD), o GDF também conta com um programa de inclusão profissional. Isso porque um dos grandes empecilhos para a conquista de um emprego é a falta de qualificação.

A pasta estabeleceu parcerias com o Instituto Federal de Brasília (IFB) e o Ministério Público do Trabalho, com o objetivo de selecionar candidatos a cursos profissionalizantes como os de digitação, secretariado e administração.



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem