Mulheres participam de oficinas artesanais em Planaltina

Em Planaltina, começaram esta semana as atividades do projeto Voando Alto 2021, que reúne mulheres em situação de vulnerabilidade para participar de oficinas de criação artesanal. Desenvolvido pelo instituto Entre Nós com apoio da Secretaria de Turismo (Setur), o trabalho investe em cursos de confecção de ecobags, peças que serão comercializadas e ajudarão a gerar renda para as pessoas envolvidas.

Projeto Voando Alto ensina a confeccionar ecobags | Foto: Ana Carolina/Setur

“O projeto visa desenvolver atividades que fortaleçam o vínculo entre a Secretaria de Turismo, a comunidade e o artesão, fomentando e difundindo o reconhecimento do artesanato por meio de geração de oportunidades de trabalho e renda”, resume a artesã Roze Mendes, que participa da oficina.

“Quando alguém viaja e compra uma lembrança para levar aos amigos e parentes, é uma peça de artesanato que é adquirida como recordação” Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

A titular da Setur, Vanessa Mendonça, lembra que o artesanato reforça a regionalidade, a preservação das culturas locais e a formação, incentivando o empreendedorismo e a capacitação. “Todas essas ações fazem parte dos projetos que consolidamos e apoiamos aqui, fortalecendo a cadeia produtiva, bem como a comercialização dos produtos artesanais da nossa capital”, explica.

“O instituto nasceu no desejo de empoderar”, ressalta a criadora do Entre Nós, Renata Melo. “A gente fala que o ‘empoderar’ é para a pessoa sentir dono do seu destino, ter escolhas. Para nós, ter escolhas não é só ter a renda; a gente viu que o curso não é só a capacitação, é estar junto, é crescer junto, por isso o nome do projeto é Voando Alto.”

A secretária de Turismo reforça a importância do artesanato nessa iniciativa. “Quando alguém viaja e compra uma lembrança para levar aos amigos e parentes, é uma peça de artesanato que é adquirida como recordação”, afirma. “É a materialização da experiência turística. Por isso, por determinação do governador Ibaneis Rocha, desde o primeiro dia de nossa gestão, não houve um dia sequer em que a palavra artesanato não tenha sido dita ou lembrada aqui na Setur”.

Desafios

A pandemia causada pelo novo coronavírus trouxe muitos desafios para artistas e profissionais, sobretudo para as mulheres. Durante esse período, os índices de violência doméstica aumentaram, assim como os casos de ansiedade e depressão. Só no primeiro trimestre de 2021, as unidades do Centro Especializado de Atendimento a Mulheres atenderam 850 mulheres, das quais 100 eram de Planaltina.

Ao buscar geração de renda como forma de incentivar e diversificar a mão de obra do artesanato no Distrito Federal, o projeto ajuda muitas mulheres que, mesmo sendo em sua maioria responsáveis pelos domicílios, em muitos casos não têm acesso à educação e a oportunidades de trabalho.

O curso

As oficinas são distribuídas em duas turmas, com duração de 12 dias. As técnicas artesanais que compõem o plano de ensino são corte e costura, bordado, pintura e customização. O cronograma também conta com oficinas teóricas on-line de história e cultura de Planaltina, comércio eletrônico e técnicas de vendas. Todas as aulas teóricas são gravadas e postadas na plataforma digital, para acesso público permanente e gratuito.

Instituto Entre Nós 

Com sede em Planaltina, o Instituto Entre Nós é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos formada por pessoas que acreditam na cultura, na economia criativa e no empreendedorismo como alternativas para o desenvolvimento.

O principal objetivo da instituição é trabalhar o aspecto cultural e social da cidade, promovendo a inclusão social, por meio da música, artesanato, gastronomia, empreendedorismo e economia criativa, como meios para cumprir essa missão.

*Com informações da Secretaria de Turismo



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem