Oitenta projetos audiovisuais são habilitados no FAC

“O edital é fruto de um diálogo com todos os segmentos artísticos. Fizemos ajustes, acatamos sugestões da sociedade civil, absorvemos discussões que passaram pela compreensão das dificuldades que o audiovisual vinha enfrentando no Distrito Federal” Bartolomeu Rodrigues, secretário de Cultura e Economia Criativa

Promover a descentralização e a democratização do audiovisual no Distrito Federal por meio do fomento do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC). Este foi o objetivo do Edital FAC Visual Periférico (Nº 14/2020), que teve resultado final de admissibilidade publicado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (20/12). Foram habilitados 80 projetos.

“O edital é fruto de um diálogo com todos os segmentos artísticos. Fizemos ajustes, acatamos sugestões da sociedade civil, absorvemos discussões que passaram pela compreensão das dificuldades que o audiovisual vinha enfrentando no Distrito Federal”, destaca o secretário Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

Nascido no contexto da excepcionalidade da pandemia da covid-19, com a grande parte das atividades culturais suspensas presencialmente, o Visual Periférico surgiu com desafio de fomentar o segmento do Audiovisual do DF, e ao mesmo tempo oferecer mais vagas para serem executadas de forma menos complexa.

Com aporte de R$ 9.04 milhões, o edital teve seus principais eixos definidos a partir de contribuições do setor audiovisual do Distrito Federal, a exemplo da inclusão de linha para produção de longa-metragem, que receberá o recurso de R$ 989.850,00.

Próximos passos para habilitados

Os proponentes que foram ‘habilitados’ ou ‘habilitados com glosa’ deverão, a partir do dia 03 de janeiro de 2022, efetuar cadastro como usuário externo no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) no endereço http://portalsei.df.gov.br, para posteriormente ter acesso ao processo em formato digital do projeto contemplado.

Será preciso ter acesso ao processo para poder efetuar a impressão do ofício de abertura de conta corrente específica para o projeto, que deverá ser apresentado em uma agência do Banco de Brasília (BRB).

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem