Usina de compostagem do SLU no P Sul completa 36 anos

Neste sábado (5), a Usina de Tratamento Mecânico Biológico (UTMB) do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), localizada no P Sul, completa 36 anos. A unidade é referência na produção de Composto Orgânico de Lixo (COL), com mais de 20 mil toneladas mensais.

Cerca de 20 mil toneladas de composto orgânico produzido na usina foram doadas a produtores rurais do DF, tanto em 2020 quanto em 2021

A unidade recebe os resíduos da coleta convencional de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Pôr do Sol e Sol Nascente, que passam por processo de triagem dos materiais recicláveis dentro da usina, através dos 145 catadores das cooperativas Apcorc e Cataguar. A fração orgânica dessa triagem segue para o pátio de compostagem e fica lá por aproximadamente 100 dias, se decompondo.

Parte da produção do composto é doada para a agricultura familiar e a outra parte é vendida. É um ciclo que gera mais renda e mais comida na mesa. “A usina de compostagem tem um importante papel tanto na geração de renda, quanto na saúde da população”, diz o diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira.

A usina do P Sul recebe os resíduos da coleta convencional de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Pôr do Sol e Sol Nascente | Fotos: Divulgação/ SLU

“Gera renda para os catadores, pois de lá também se retira materiais recicláveis, e ainda gera renda para os produtores rurais, através da qualidade dos alimentos produzidos com a ajuda do nosso composto. Tudo isso se reflete na mesa e na qualidade de vida do cidadão”, explica Vieira.

As usinas do P Sul e da Asa Sul processam mais de 20% de toda matéria orgânica que vai para compostagem no Brasil

Esses produtores rurais são do Distrito Federal e dos municípios que compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride). Cada produtor tem direito à cota de 90 toneladas/ano, com demanda comprovada por recomendação técnica da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF).

Nos últimos dois anos, o SLU aumentou a marca de doação de composto com relação ao ano de 2019. Foram cerca de 20 mil toneladas doadas do composto orgânico, tanto em 2020 quanto em 2021. Um aumento superior a 25% em relação a 2019, quando foram doadas cerca de 15 mil toneladas.

Esses números somam-se à produção do composto da UTMB da Asa Sul, segunda usina de compostagem do SLU. “A usina do P Sul é uma das maiores em produção da América Latina. A gente tem uma parcela significativa de mais de 20% de toda matéria orgânica que vai para compostagem no Brasil e é de responsabilidade dessa usina e da usina da Asa Sul”, explicou o gestor de Resíduos Sólidos do SLU, Francilio Ribeiro.

Como solicitar a doação de composto orgânico

A solicitação pode ser feita diretamente na Tesouraria do SLU, localizada na sede, que fica na SCS Quadra 8 Edifício Venâncio Shopping, Bloco B-50, 6º andar. É necessário que os produtores apresentem duas vias da recomendação técnica emitida pela Emater-DF, mediante apresentação da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) ou carteirinha de produtor rural familiar em validade.

O interessado terá o prazo de até 90 dias, a contar da data de compra ou doação, para retirar o composto orgânico, conforme o Decreto nº 35.166, de 14 de fevereiro de 2014. O endereço para retirada do composto é QNP 28, Área Especial, s/n, Setor P Sul. Telefone: 3376-1043. Mais informações podem ser obtidas no site do SLU.

*Com informações do Serviço de Limpeza Urbana

The post Usina de compostagem do SLU no P Sul completa 36 anos appeared first on Agência Brasília.



Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem