Vinícola goiana Serra das Galés apresenta linha de Vinhos Finos “Muralha” no DF

Sucesso. Com essa palavra se pode resumir o evento de apresentação e degustação dos vinhos finos produzidos pela vinícola goiana Serra das Galés em Brasília, no último dia 11 de abril. O evento foi realizado no salão de festas do restaurante Dom Francisco Asbac e reuniu cerca de 150 pessoas, entre enófilos, sommeliers, donos de vinícolas e influencers, que puderam degustar os seis rótulos da linha Muralha.



O evento foi organizado pela diretora comercial Teresa Duarte em parceria com Mara Flora, consultora de enoturismo. A recepção dos convidados ficou a cargo do “embaixador” da linha Muralha, o tetracampeão Bebeto e do médico Sebastião Ferro,  proprietário da vinícola. “Foi exatamente de um sonho que nasceu a vontade de plantar uvas e criar uma indústria de fabricação de vinhos, em Paraúna-GO. Contrariando muitos prognósticos de que a atividade não daria certo em solo goiano, o sonho virou realidade”, revelou o médico.

Linha Muralha

Os vinhos finos da Serra das Galés começaram a ser engarrafados  em 2016, quando surgiu a linha Muralha, com vinhos tintos, secos e estagiados em carvalho francês. Para esses existirem e terem qualidade foi adotado o sistema de dupla poda ou poda de inverno, que consiste em inverter o ciclo da videira para que a colheita aconteça num período mais propício, ou seja, durante a seca do inverno e após período de maturação adequado das uvas.

Sérgio Pires, presidente da Associação Brasileira de Sommeliers do DF, prestigiou o evento e ressaltou que a variedade de uvas dos vinhos Muralha mostram que o terroir do Cerrado não é exclusividade da Syrah. “Todos os vinhos degustados ainda estão jovens, já bem agradáveis, mas com todo o potencial de evoluírem na garrafa nos próximos anos”afirmou.

A linha conta com três rótulos varietais de Syrah, de Castelão e de Touriga Nacional e três cortes Syrah/Touriga Nacional, Syrah/Tempranillo e o Red Blend Premium feito a partir da Cabernet Sauvignon, Malbec, Tempranillo e Syrah. Este último, vale ressaltar, ficou entre os três melhores vinhos no concurso às cegas promovido durante a XVI Vinum Brasilis, realizado em Brasília em novembro do ano passado por Petrus Elesbão, que também marcou presença no evento.

Os valores dos rótulos variam de R$150,00 a R$300,00 e podem ser encontrados em Brasília, em lojas como A Garrafeira (215 Sul)e a D.O.C. Vinhos  (107 Norte), e em bares e restaurantes, como no Teta Cheese  (103 Sul)  e também no restaurante Dom Francisco (Asbac). Para pessoas jurídicas, os vinhos estão sendo vendidos pela diretora comercial da vinícola, Teresa Paula Gama, pelo telefone 62 98339-7919.

Em Brasília, alguns rótulos estão disponíveis na D.O.C. Vinhos  (107 Norte) e também no restaurante Dom Francisco Asbac. O valor dos vinhos varia de R$150 a R$300 para o consumidor final.

Sobre a Serra das Galés

O amor pela uva e pela terra natal, Paraúna-GO, fez com que o médico Sebastião Ferro iniciasse o que hoje se pode chamar do novo terroir do cerrado. A história da vinícola começa em 2004, ano em que movido pelo desenvolvimento regional e o empreendedorismo, o médico Sebastião Ferro fez uma incursão pela Serra Gaúcha para conhecer melhor o processo de fabricação de vinhos. Em junho de 2007, a vinícola foi inaugurada oficialmente tendo como base a inovação e o pioneirismo. “Dr. Sebastiao é um visionário e está de parabéns. Eu vou muito a Portugal e visito muitas vinícolas por lá e posso dizer confiante que a Serra das Galés em Paraúna-GO não deixa nada a desejar para as vinícolas lusitanas”, ressaltou Bebeto, o embaixador da linha Muralha.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem