Uma Caravana Junina por diferentes cidades do DF

Projeto inédito no DF propõe uma série de oficinas artísticas para estímulo à participação popular em quadrilhas juninas, oferecendo aos selecionados vivência teórica, técnica e prática com profissionais consagrados na área da dança e da cultura popular.

Foto: Vera Bandeira 

As Quadrilhas Juninas do Distrito Federal são para Brasília o que os Desfiles de Escolas de Samba são para o Rio de Janeiro, tamanha comoção e participação popular que geram. Desde a concepção inicial até o momento de apresentação ao grande público o trabalho desses profissionais é intenso, continuado e recorrente.

A primeira grande dificuldade de integrantes do Movimento Junino do DF e RIDE é comprovar que o trabalho realizado por eles não está apenas ligado ao lazer e ao entretenimento em períodos de Festas Juninas. Há muito esforço envolvido nos bastidores e no processo preparatório. Partindo desse princípio, o que este projeto pretende é mostrar que existe toda uma cadeia produtora e criativa por trás dos arraiais montados nos festejos das cidades e convidar novos participantes a saberem como uma quadrilha funciona, na prática.

As disputas entre as quadrilhas ajudaram na formação de um novo conceito dentro do Movimento Junino: As Quadrilhas Estilizadas. Cada vez mais adeptas às tecnologias, pirotecnias e ousadias de show, as agrupações fazem com que torcedores se unam nas arquibancadas dos festejos, movimentando uma série de setores da produção cultural. Essa inovação, ano a ano, visa a valorização e a profissionalização dos participantes, além de promover a autonomia criativa de artistas locais para que as histórias apresentadas nos arraiais do país tenham, cada vez mais, características teatrais e performáticas em suas composições.

Com foco na formação de novos integrantes, o projeto “Oficilestras – Uma Caravana Junina” propõe um intensivo teórico prático sobre as etapas que compõem o fazer artístico do quadrilheiro. Serão oito horas de curso por cidade. Para isso, a produção uniu nomes fortes da cena local que atuarão como Oficineiros, abrangendo diferentes áreas do campo artístico ao qual os dançarinos estão envolvidos.

Arte-Educadores, Professores de História, Diretores Teatrais, Figurinistas, Maquiadores e Coreógrafos farão parte desse intensivão cultural, auxiliando na formação de novos quadrilheiros e na manutenção dessa arte extremamente importante nas periferias de Brasília. No conteúdo, Desdobramentos Históricos das Manifestações Populares Brasileiras e Treinamentos Físicos, Coreográficos e Cênicos com profissionais do DF, além de confraternização artística final.

Pessoas que já fazem parte de diferentes quadrilhas juninas poderão se inscrever e participar das oficinas, bem como entusiastas que queiram se iniciar nesse universo. As vagas são limitadas e o link para cadastro já está disponível: https://forms.gle/GUFdPLGJ5EhNs2568

Participantes surdos também poderão participar. Para isso, um professor tradutor e intérprete de libras exclusivo acompanhará todas as oficinas.

SAIBA MAIS SOBRE A CARAVANA JUNINA

Idealizado pelo artista popular e produtor cultural Gutemberg Lopes, atual coordenador da Quadrilha Eita Bagaceira, de Ceilândia, o projeto nasceu com a missão de Estimular, Ensinar e Contextualizar a nova geração de dançarinos de quadrilhas juninas por meio das Oficilestras (Oficinas e Palestras). A proposta visa conquistar dançarinos de todas as quadrilhas juninas do Distrito Federal e RIDE e entusiastas do gênero. A Caravana passará por Planaltina de Goiás, Paranoá, Samambaia e Ceilândia, cidades onde as quadrilhas juninas são bem populares e ativas.

A metodologia empregada terá como base a aplicação de aulas expositiva, por meio de Oficineiro Historiador e Oficineiro de Caracterização e Indumentária, bem como aulas práticas de Preparação Cênica/ Expressão Corporal, Direção Cênica, Preparação Física, Composição Coreográfica de Nível I e Composição Coreográfica de Nível II.

Para a equipe de produção, realizar a Caravana Junina é devolver ao DF e cidades próximas toda a receptividade oferecida às muitas gerações de dançarinos de quadrilha junina que passaram, que passam e que passarão pelos arraiais que animam o público e artistas.

Ao final dos encontros, haverá uma Confraternização Artística que marcará o fim do projeto. Todos os participantes receberão certificação de conclusão de curso e a ação só foi possível por meio de recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal.

OFICILESTRAS - UMA CARAVANA JUNINA

CONFIRA AS DATAS:

1° Encontro: 05 de fevereiro de 2023 em Planaltina de Goiás/GO

Horário: 9h às 16h

2° Encontro: 12 de fevereiro de 2023 no Paranoá/DF

Horário: 9h às 16h

3° Encontro: 18 de fevereiro de 2023 em Samambaia/DF

Horário: 14h às 21h30

4° Encontro: 26 de fevereiro de 2023 em Ceilândia/DF

Horário: 9h às 16h

5° Encontrão Final, unindo todas as turmas para confraternização especial e entrega de certificados A data será definida durante as oficinas

Classificação Indicativa: Para pessoas acima de 16 anos

Link de Inscrição: https://forms.gle/GUFdPLGJ5EhNs2568

FICHA TÉCNICA

Coordenação Geral: Renata Marinho

Produtor Cultural: Guto Lopes

Assistente de Produção: Ricardo Zen

Gestão de Mídias Sociais: Jadson Castro

Oficineiro I - Historiador (Alisson dos Santos)

Oficineiro II - Preparador Físico (Marcos Vinicius)

Oficineiro III - Preparador Cênico (Paulo Russo)

Oficineiro IV - Direção Cênica (Gilson Cezzar)

Oficineiro V - Criação Coreográfica Básica (Guto Lopes)

Oficineiro VI - Criação Coreográfica Avançada (Mayra Mel)

Oficineiro VIII – Tradutor Intérprete de Libras (Rodrigo Machado)


Este projeto conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal

Postagem Anterior Próxima Postagem